Geral

Adolescente americana deportada por erro à Colômbia retorna aos EUA

A adolescente americana Jakadrien Turner aterrissou na sexta-feira (6) em Dallas procedente da Colômbia, após ser deportada por erro por um juiz dos Estados Unidos ao país andino em meados de 2011, informou a rede “CNN”. A mãe de Jakadrien, que não falava com a jovem desde 2010, assegurou nesta sexta que “tirou um grande […]

Arquivo Publicado em 07/01/2012, às 18h32

None

A adolescente americana Jakadrien Turner aterrissou na sexta-feira (6) em Dallas procedente da Colômbia, após ser deportada por erro por um juiz dos Estados Unidos ao país andino em meados de 2011, informou a rede “CNN”. A mãe de Jakadrien, que não falava com a jovem desde 2010, assegurou nesta sexta que “tirou um grande peso do peito” com a localização de sua filha.


A adolescente partiu de Bogotá na manhã desta sexta, após ser entregue às autoridades consulares americanas por funcionários do Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar (ICBF) e da Chancelaria colombiana. Apesar do retorno de Jakadrien aos EUA, ainda é preciso esclarecer muitos pontos obscuros sobre a deportação da jovem, que não fala espanhol, por parte das autoridades americanas que a tomaram por uma cidadã colombiana.


Jakadrien, de 15 anos de idade, segundo seus familiares, e que de acordo com a imprensa colombiana está grávida, chegou a Bogotá em 23 de maio de 2011. Segundo a imprensa americana, depois do desaparecimento da jovem, em 2010, alguns parentes descobriram através do Facebook que Jakadrien estava na Colômbia e encontraram fotos em que ela aparecia fumando maconha na companhia de vários homens.


Um comunicado da Chancelaria colombiana divulgado nesta quinta-feira detalhou que a jovem “chegou ao país depois de um juiz de imigração americano ter ordenado sua deportação após cometer um delito, argumentando que era uma cidadã colombiana maior de idade que se encontrava ilegalmente nos EUA”.


Por sua vez, o Escritório de Imigração e Alfândega americano (ICE, na sigla em inglês) mantém que a jovem foi detida por roubo em Houston e então foi assegurado que se tratava de uma adulta de nacionalidade colombiana, pelo que foi entregue a um juiz de imigração que decretou sua saída do país.

Jornal Midiamax