Geral

Acusado de ter matado ex-juiz boliviano morava em Corumbá

L. Orihuela Zeballos, 19 anos, foi preso pela Polícia Boliviana no início desta semana na cidade fronteiriça de Puerto Quijarro. O jovem é acusado de ter assassinado a tiros o ex-juiz Nestor Garcia no último dia 1° de novembro na mesma cidade fronteiriça. Conforme informações do jornal El Deber, Zeballos é boliviano, mas vivia em […]

Arquivo Publicado em 21/11/2012, às 14h16

None

L. Orihuela Zeballos, 19 anos, foi preso pela Polícia Boliviana no início desta semana na cidade fronteiriça de Puerto Quijarro. O jovem é acusado de ter assassinado a tiros o ex-juiz Nestor Garcia no último dia 1° de novembro na mesma cidade fronteiriça. Conforme informações do jornal El Deber, Zeballos é boliviano, mas vivia em Corumbá, cidade brasileira que faz fronteira com a Bolívia.


No dia do crime, o jovem foi reconhecido pela filha da vítima, o que ajudou na captura do acusado que, segundo autoridades policiais bolivianas, teria cometido o assassinato por vingança. “Ele é filho de uma família que se encontra em Palmasola (presídio em Santa Cruz de la Sierra), e de alguma forma houve uma espécie de vingança, mas maiores detalhes somente após a realização da audiência cautelar”, afirmou o coronel Ramiro Vega, comandante da Polícia de Fronteira de Puerto Suárez. Zeballos está em uma cela da Força Especial de Luta contra o Crime (Felcc) de Puerto Quijarro.


O ex-juiz Nestor Garcia foi alvejado por tiros quando chegava em sua casa, juntamente com familiares, Ele chegou a ser levado de forma emergencial para atendimento no hospital de Corumbá, mas não resistiu e morreu no trajeto.

Jornal Midiamax