Geral

Ação Social forma 65 moradores do Coophavilla II em panificação

O curso gratuito foi oferecido na unidade móvel de panificação e confeitaria do Senai, com início em julho e término em outubro

Arquivo Publicado em 06/10/2012, às 12h00

None
2074102323.jpg

O curso gratuito foi oferecido na unidade móvel de panificação e confeitaria do Senai, com início em julho e término em outubro

No âmbito do Programa Ação Fiems Campo Grande, que leva cursos de qualificação profissional do Senai e de inclusão digital do Sesi para os bairros da Capital, foram formados 65 moradores do Bairro Coophavila II em padeiro durante cerimônia realizada na noite de ontem (5) na sede da Associação de Moradores. Realizado na unidade móvel de panificação e confeitaria do Senai, o curso começou em 16 de julho e foi concluino no dia 3 de outubro.


Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandollero, o grupo de concluintes integra as primeiras turmas do curso realizado na unidade móvel. “A carreta agora vai para Sidrolândia, onde vai iniciar curso para três turmas e, ao término, retorna para Campo Grande para atender outros bairros do Ação Fiems”, informou.


Ele disse, ainda, que em Sidrolândia o curso inicia na primeira semana após o feriado de criação do Estado e de Nossa Senhora Aparecida, tendo um total de 45 alunos matriculados distribuídos em três turmas. “Na Coophavila II, o curso ofereceu condições para que os alunos obtivessem conhecimento, prática e, a partir de agora, há grandes possibilidades de transformar isso em geração de renda, buscando uma colocação no mercado de trabalho”, informou.


Mercado de trabalho


O presidente do Sindepan/MS (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de Mato Grosso do Sul), Raul Alves Barbosa, reafirmou que as 200 panificadoras de Campo Grande têm necessidade de mão de obra. “Elas precisam muito, principalmente, de gente que saiba fazer salgados, doces e tortas. Vamos pegar com a equipe do Senai a lista dos formandos e encaminhá-los aos empresários”, adiantou.


Já o coordenador do Ação Fiems e gerente da FatecSenai Campo Grande, Artur Quintella, destacou que, com o curso de padeiro, o Programa já realizou cinco cursos no Bairro Coophavilla II e que outros dopis já estão programados – mecânica de manutenção de automóveis e instalador de forro PVC. “Vale ressaltar que em todos os cursos tivemos mais de uma turma, o que mostra o interesse da comunidade”, apontou.


Alunos


Durante a solenidade de formatura, que teve a presença dos familiares e amigos dos formandos, foi servida a produção dos alunos, incluindo mais de dez tipos de salgados, doces e tortas. Para a presidente da Associação de Moradores da Coophavilla II, Maria Bernadete de Carvalho, foi uma satisfação ver a conclusão das primeiras turmas do curso. “Com certeza, ele vai transformar a vida dessas pessoas. Já tem formandos que conseguiram emprego em grandes panificadoras”, informou.


A formanda Eliza do Prado Francisco, 29 anos, era dona de casa e a partir de segunda-feira (8) vai iniciar o trabalho em uma grande confeitaria de Campo Grande. “Vou começar como auxiliar de produção e estou muito feliz, principalmente porque antes eu procurava o que fazer. Já trabalhei como manicure e faxineira, mas não me identificava com esses trabalhos. Quando passei em frente ao Centro Comunitário e soube do curso, não pensei duas vezes, pois sabia que isso iria mudar minha vida”, contou.


Com o mesmo brilho no olhar e entusiasmo, a formanda Maria Luciene de Almeida, 40 anos, contou orgulhosa que passou de atendente para mais uma integrante da produção da panificadora onde trabalha. “Desde o início do curso informei ao meu chefe que estava fazendo uma qualificação no Senai e que o meu objetivo era ser transferida para a produção. Ele me mudou setor e hoje eu me sinto extremamente valorizada”, declarou.

Jornal Midiamax