Geral

Abate de novilhos precoces teve aumento de 55,37% no primeiro semestre de 2012

O Sub-Programa de Apoio à Criação de Bovinos de Qualidade e Conformidade (Novilho Precoce MS) registrou um crescimento recorde no primeiro semestre deste ano de 55,37% no número de animais abatidos com relação ao ano passado. O quadro de animais classificados saltou de 160.097 em 2011 para 248.748 em igual período deste ano (jan/jun) somando […]

Arquivo Publicado em 14/09/2012, às 17h42

None

O Sub-Programa de Apoio à Criação de Bovinos de Qualidade e Conformidade (Novilho Precoce MS) registrou um crescimento recorde no primeiro semestre deste ano de 55,37% no número de animais abatidos com relação ao ano passado. O quadro de animais classificados saltou de 160.097 em 2011 para 248.748 em igual período deste ano (jan/jun) somando um repasse de R$ 8,7 milhões aos pecuaristas cadastrados – R$ 2,9 milhões a mais que no ano passado. Atualmente 5.241 produtores participam do programa em Mato Grosso do Sul, dos quais 314 foram cadastrados no primeiro semestre de 2012.

Vinculado ao Programa de Avanços da Pecuária de MS (Proape), e coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo; o incentivo ao abate de animais de qualidade e conformidade vem aumentando o desfrute do rebanho bovino de corte estadual e ampliando a eficiência e a eficácia dos pecuaristas, premiando com incentivo financeiro a qualidade do animal.

A avaliação dos dados do Sub-Programa Novilho Precoce MS no primeiro semestre de 2012 mostra que dos animais abatidos e classificados como precoce o maior índice permanece sendo de machos, com 150.831 animais enquanto o abate de fêmeas somou 97.917. A média de incentivo pago por animal (macho) foi de R$ 38,41 enquanto o peso médio foi de 18,[email protected] Para fêmea, a média de incentivo foi de R$ 30,22 com peso médio de 13,78 @.

Já no primeiro semestre de 2011 a relação era 101.070 machos e 59.027 fêmeas, com incentivos médios de R$ 39,81 (macho) e R$ 30,89 (fêmea), e pesos médios de 17,80 @ (macho) e 13,62 (fêmea).

O total de incentivo repassado nos primeiros seis meses de 2012 somou para os machos R$ 5,79 milhões e para as fêmeas R$ 2,95 milhões.

Jornal Midiamax