A Síria vem enfrentando dias de violência, apesar do prazo final estabelecido pela Liga Árabe para o fim da repressão aos manifestantes contrários ao governo do presidente Bashar Al Assad.

Se os confrontos não terminarem até a meia-noite deste sábado (19), horário local (20h em Brasília), a Liga Árabe ameaça apresentar sanções contra a Síria, que já foi suspensa da organização. Uma fonte diplomática síria disse que Damasco aceitaria o envio de observadores para monitorar um acordo de paz, mas sob certas condições.

A liderança da Liga Árabe informou que está analisando a proposta enviada pelo governo Assad. Grupos de oposição continuam céticos em relação à atitude das autoridades e temem uma guerra civil. Segundo ativistas, pelo menos 11 pessoas morreram em confrontos na sexta-feira (18).