Geral

Viçosa, tão odiado, tão amado: Grêmio faz 3 a 2 no Beira-Rio

Não existe vantagem pequena em Gre-Nal, um clássico sem matemática, sem métrica, sem padrões lógicos. Todo privilégio é em tamanho GG, todo direito conquistado vale ouro. Que o digam os tricolores. Superior em boa parte do jogo, o Grêmio é quem leva a tranquilidade para casa depois da vitória de 3 a 2 sobre o […]

Arquivo Publicado em 08/05/2011, às 20h35

None

Não existe vantagem pequena em Gre-Nal, um clássico sem matemática, sem métrica, sem padrões lógicos. Todo privilégio é em tamanho GG, todo direito conquistado vale ouro. Que o digam os tricolores. Superior em boa parte do jogo, o Grêmio é quem leva a tranquilidade para casa depois da vitória de 3 a 2 sobre o Inter, na tarde deste domingo, no Beira-Rio. Os gols do time de Renato Gaúcho foram marcados por Júnior Viçosa (que partida dele!), duas vezes, e Leandro. Andrezinho e Leandro Damião marcaram para o Inter.


Foi justo. O Grêmio foi um time mais sólido do que seu rival, que teve a defesa atrapalhada, o meio embolado, D’Alessandro discreto. Os tricolores tiveram momentos de passeio no Beira-Rio. Trocaram passes com a naturalidade com que respiram. O Inter, insistente, buscou o empate com seu goleador, aos 36 do segundo tempo, mas Viçosa marcou de novo aos 41. Jogaço.


A grande vantagem conquistada pelos visitantes reside no saldo qualificado. Como fez três gols na casa do adversário, o Grêmio tem, além do direito de empatar, o bônus de até poder perder por 1 a 0 e por 2 a 1em casa, no próximo domingo. O Inter busca dois gols de diferença para ser campeão gaúcho.

Jornal Midiamax