Tite voltou a falar sobre uma possível “entregada” dos rivais do Corinthians no fim do Brasileirão do ano passado. Dessa vez, usando uma palavra mais forte:

– Os dois últimos (Brasileiros), para mim, foram muito sujos no final deles. Não quero tomar processo, então fica por aí. É minha interpretação – disse o treinador.

Ele acredita que rivais não fizeram esforço para tentar vencer o Fluminense, em 2010, quando o clube carioca disputava o título nacional com o Timão e venceu São Paulo e Palmeiras na reta final. Esse, aliás, é um dos motivos para a relação com o técnico Felipão, do Palmeiras, ter estremecido.

Em 2009, um ano antes, quando Mano Menezes comandava o Alvinegro, torcedores de outros times acusaram o Timão de “corpo mole” ao perder para o Flamengo – que brigava com o São Paulo pelo título nacional – em Campinas.

Ao comentar a pressão que os técnicos recebem no cargo, o técnico corintiano voltou a bater na tecla:

– Temos de nos preparar para lidar com a pessão. Mas faço aquilo que gosto. Dá satisfação. O que sustenta é dormir e pensar que nunca entreguei um jogo na vida, nem fiz conchavo. Se algum clube grande quiser isso, me mande embora – lembrou.