Geral

Título da Stock Car pode ser decidido neste domingo em Brasília

A disputa pelo título da Stock Car tem um capítulo importante neste domingo (16) em Brasília. Dependendo da combinação de resultados, o campeão pode ser definido já neste fim de semana e a vantagem é do pole position e líder do campeonato, Cacá Bueno. Luciano Burti, que ainda tem possibilidades de alcançar a conquista, terá […]

Arquivo Publicado em 15/10/2011, às 16h28

None

A disputa pelo título da Stock Car tem um capítulo importante neste domingo (16) em Brasília. Dependendo da combinação de resultados, o campeão pode ser definido já neste fim de semana e a vantagem é do pole position e líder do campeonato, Cacá Bueno. Luciano Burti, que ainda tem possibilidades de alcançar a conquista, terá uma dura missão pela frente largando em 14º.


“Agora é manter a cabeça. Vou precisar fazer o melhor possível dentro da pista. Temos que acertar na estratégia e encontrar o equilíbrio ideal para não sofrer demais com o desgaste de pneus”, afirma Luciano Burti. A corrida está marcada para 11h15 com transmissão ao vivo da Rede Globo. A distância em relação aos líderes, na opinião dele, foi em função de um conjunto de fatores.


“Não conseguimos encontrar o acerto que gostaríamos. Esse treino que a gente perdeu ontem (a sessão foi cancelada em função da chuva) custou bastante porque queríamos testar algumas coisas diferentes e não tivemos tempo. Quando você já chega com um carro competitivo, esse tempo perdido não faz tanta diferença, mas não era o nosso caso”, comenta Luciano Burti.


“As pistas de alta velocidade não costumam ser muito boas para nós, então não foi uma surpresa, mas esperávamos um desempenho melhor. As condições não ajudaram. Mas vamos mexer no ajuste para fazer o que for possível amanhã”, destaca o piloto da Itaipava Racing Team. Existe previsão de chuva para o horário da corrida em Brasília.


David Muffato vai largar em 23º. “Foi bastante abaixo do esperado, mas eu tinha condições de estar um pouco mais à frente, perto do Luciano (Burti). Infelizmente, peguei alguns carros lentos na entrada da reta e fui atrapalhado. Entrei cerca de 7 ou 8 km/h mais lento naquela que foi minha melhor volta. Mas de qualquer forma precisamos nos entender melhor no acerto do carro”, avalia David Muffato.


O GRID DE LARGADA EM BRASÍLIA


1º) Cacá Bueno (Peugeot) – 58s613
2º) Thiago Camilo (Chevrolet) – 58s625
3º) Ricardo Mauricio (Chevrolet) – 58s642
4º) Duda Pamplona (Chevrolet) – 58s679
5º) Felipe Maluhy (Chevrolet) – 58s746
6º) Allam Khodair (Chevrolet) – 58s768
7º) Valdeno Brito (Chevrolet) – 58s773
8º) Daniel Serra (Peugeot) – 58s845
9º) Atila Abreu (Chevrolet) – 58s974
10º) Giuliano Losacco (Chevrolet) – 59s023


11º) Lico Kaesemodel (Chevrolet) – 58s526
12º) Marcos Gomes (Peugeot) – 58s542
13º) Júlio Campos (Chevrole – 58s565
14º) Rodrigo Sperafico (Peugeot) – 58s616
15º) Luciano Burti (Peugeot) – 58s616
16º) Tuka Rocha (Chevrolet) – 58s623
17º) Popó Bueno (Chevrolet) – 58s630
18º) Nonô Figueiredo (Chevrolet) – 58s641
19º) Ricardo Zonta (Chevrolet) – 58s676
20º) Max Wilson (Chevrolet) – 58s683
21º) Denis Navarro (Peugeot) – 58s756
22º) Xandinho Negrão (Peugeot) – 58s945
23º) David Muffato (Peugeot) – 59s054
24º) Alceu Feldmann (Chevrolet) – 59s077
25º) Bruno Junqueira (Peugeot) – 58s218
26º) Eduardo Leite (Chevrolet) – 59s390
27º) Rodrigo Navarro (Peugeot) – 59s470
28º) Serafin Jr. (Chevrolet) – 1min01s856

Jornal Midiamax