Geral

Simone diz que como cidadã desaprova troca do nome de MS; como vice, quer plebiscito

A vice-governadora Simone Tebet, do PMDB, disse nesta sexta-feira que a possível troca do nome do estado de Mato Grosso do Sul, deve ser debatida por meio do “desejo” da sociedade, no caso, por plebiscito [consulta prévia] Contudo, ela acha que essa alternativa custaria muito dinheiro e o Estado “tem outras prioridades” que, para ela, […]

Arquivo Publicado em 28/01/2011, às 23h29

None

A vice-governadora Simone Tebet, do PMDB, disse nesta sexta-feira que a possível troca do nome do estado de Mato Grosso do Sul, deve ser debatida por meio do “desejo” da sociedade, no caso, por plebiscito [consulta prévia]

Contudo, ela acha que essa alternativa custaria muito dinheiro e o Estado “tem outras prioridades” que, para ela, são mais “mais importantes”.

O debate acerca do nome de MS, que já dura quase uma década, retomou as forças nessa semana. Diálogo mostrado na novela “Insensato Coração”, da Rede Globo, citou o município de Bonito, de MS, como cidade mato-grossense.

Simone Tebet disse ainda que a “opinião popular é soberana”. Entretanto, ela afirmou que o assunto deve envolver a opinião das universidades, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), entre outras entidades organizadas.

“Não creio que se houver a troca do nome, o escolhido deva agradar a todos”, disse.

Seguiu a vice-governadora: “como cidadã, sou contra o nome de Mato Grosso do Sul. Nascido do lado de cá, sou uma sul-mato-grossense”, revelou-se.

Campanha

Já o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, também peemedebista, mostrou-se desfavorável a troca.

Para ele, uma campanha publicitária acerca do assunto seria uma saída. “Precisamos divulgar o nome de Mato Grosso do Sul”, opinou.

Jornal Midiamax