Geral

Semana de Museus começa hoje com lançamento de catálogos e guias

O Brasil tem no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, uma das dez maiores coleções de numismática (moedas e medalhas) do mundo. A publicação será lançado na quarta-feira (18), Dia Internacional dos Museus, junto com o Guia de Museus Brasileiros, produzido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), obra que reúne 3.025 museus catalogados no […]

Arquivo Publicado em 16/05/2011, às 10h38

None

O Brasil tem no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, uma das dez maiores coleções de numismática (moedas e medalhas) do mundo. A publicação será lançado na quarta-feira (18), Dia Internacional dos Museus, junto com o Guia de Museus Brasileiros, produzido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), obra que reúne 3.025 museus catalogados no país, como parte das atividades da 9ª Semana de Museus, que começa hoje (16) e vai até domingo (22). A ministra da Cultura, Ana de Holanda, lançará as publicações no próprio Museu Histórico Nacional.

O presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, destaca a importância da inclusão do país na lista de coleções de moedas da publicação Sylloge Nummorum Graecorum, reconhecida mundialmente.

“Temos orgulho de poder fazer parte e lançar esse catálogo de referência para o mundo dos museus”. A obra só pode ser editada com o aval da Comissão Internacional de Numismática/Unesco, criada em 1934 para reconhecer a importância das coleções de moedas das chamadas séries gregas.

O tema da semana este ano é Museu e Memória e foi definido pelo Conselho Internacional de Museus. No Brasil, participam 994 museus e instituições culturais com atividades que incluem shows, concertos, recitais, palestras e exibições de filmes.

Dos museus brasileiros, 67% são públicos. O presidente do Ibram explica que a cada ano a adesão é maior, o que pode ser atribuída à importância que vem sendo dada aos museus. Ele cita alguns incentivos: “temos desde 2009 o Estatuto de Museus, a criação do próprio Ibram e de uma politica de museus, que, desde 2003, fortalece o setor.”

Uma agenda para os próximo dez anos está prevista no Plano Nacional Setorial de Museus. “É um plano pactuado com o setor, com a participação de mais de 3 mil pessoas que trabalham com metas e diretrizes de 2010 a 2020. “A iniciativa prevê ações de capacitação, inventariação, segurança até ações específicas para museus como os de arte, os etnográficos, o histórico e os de ciências”, explica. É um plano amplo e tem como meta a qualificação de todo o setor para que se possa junto com o Plano nacional de Cultura avançar mais do que nos últimos oito anos.

Em 2010, a comemoração teve participação de mais de 30 mil museus em 95 países. A Semana de Museus tem sido responsável pelo aumento de visitação. No Brasil, ela é promovida desde 2003, sob coordenação do Ibram.

A programação da 9ª Semana Nacional de Museus está disponível no site www.museus.gov.br.

Jornal Midiamax