Geral

Segunda fase do 5º Exame da Ordem acontece na Capital

A segunda fase do 5º Exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acontece neste domingo (4) em todo o país. A prova que teve início às 14h (horário de Brasília) tem duração de até cinco horas. Na primeira fase, em 30 de outubro, os candidatos fizeram um teste objetivo. Agora, os selecionados nessa primeira […]

Arquivo Publicado em 04/12/2011, às 18h26

None
1806334487.jpg

A segunda fase do 5º Exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acontece neste domingo (4) em todo o país. A prova que teve início às 14h (horário de Brasília) tem duração de até cinco horas.


Na primeira fase, em 30 de outubro, os candidatos fizeram um teste objetivo. Agora, os selecionados nessa primeira etapa fazem a prova prático-profissional, voltada para a área que escolheram: direito administrativo, civil, constitucional, empresarial, penal, do trabalho ou tributário. O exame consiste na redação de uma peça profissional e em quatro questões.


Mesmo com um número bem menor que na primeira fase, já que esta é eliminatória, os estudantes lotaram o estacionamento em frente à Universidade Anhanguera-Uniderp, onde a prova está sendo realizada na capital.


Um convênio entre uma escola preparatória e o estacionamento facilitou o trabalho dos policiais no local. Um policial militar de trânsito que estava de plantão no local disse que o dia estava tranqüilo e que não havia nenhuma ocorrência.


“Tá tranqüilo, todo mundo estacionado certinho. Nada de errado”, disse.
Todos os diplomados em direito que quiserem trabalhar como advogados precisam passar pela prova.


Reprovação


O último exame da OAB, aplicado nos meses de julho e agosto deste ano, reprovou 85,14% dos bacharéis de direito que fizeram a prova, de acordo com o secretário-geral da instituição, Marcos Vinicius Furtado Coelho.


O resultado final mostra que apenas 18 mil dos 121.309 inscritos na primeira fase do exame (14,85%) conseguiram ser aprovados.


Apesar do pequeno número de convocados, a quantidade dos que passaram na prova subiu em relação a dezembro de 2010, data da penúltima aplicação do exame da OAB, quando somente 11 mil dos 116 mil inscritos (9,74%) foram considerados aptos para exercer a profissão.

Jornal Midiamax