A primeira-vice-presidente da Câmara, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), elogiou a decisão de Wagner Rossi de deixar o Ministério da Agricultura. “Acho que ele tomou a decisão certa no momento oportuno. Ele vai ter a liberdade necessária para se defender sem as pressões partidárias e do governo”.

Segundo a peemedebista, o ex-ministro procurou o espaço mais certo para a defesa, “livre do partido e do governo”. A deputada também defendeu que o ministro do Turismo, Pedro Novais, siga o mesmo caminho de Rossi, e peça para sair do governo a fim de se defender das acusações contra ele.

Já o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que foi surpreendido com a saída de Wagner Rossi, do Ministério da Agricultura. Vaccarezza também declarou que o ministro foi muito atacado nos últimos dias e, por isso, achou melhor deixar o governo para se defender das acusações.