Geral

Rebelião em presídio no Iraque deixa ao menos 17 mortos

Um dirigente da rede terrorista Al Qaeda que estava detido em uma prisão em Bagdá (capital do Iraque) morreu neste domingo (8), além de outras 16 pessoas – entre policiais e outros prisioneiros -, em uma rebelião, informaram fontes oficiais. O líder terrorista, identificado como Huthaifa al Battawi, roubou a arma de um dos policiais […]

Arquivo Publicado em 08/05/2011, às 15h18

None

Um dirigente da rede terrorista Al Qaeda que estava detido em uma prisão em Bagdá (capital do Iraque) morreu neste domingo (8), além de outras 16 pessoas – entre policiais e outros prisioneiros -, em uma rebelião, informaram fontes oficiais.

O líder terrorista, identificado como Huthaifa al Battawi, roubou a arma de um dos policiais do centro de detenção do Ministério do Interior do país enquanto era levado de sua cela a uma sala de interrogatório e realizou o ataque.

Battawi é o principal acusado do atentado do dia 31 de outubro contra uma igreja sírio-católica em Bagdá, que deixou 58 mortos.

Ele teria, então, libertado outros detentos – supostamente membros da Al Qaeda. O grupo roubou outras armas dentro do presídio e invadiu a sala do chefe da polícia antiterror, general Muaeid Mohammed Saleh, que foi morto na região de Al Karrada.

Battawi também morreu na troca de tiros durante a rebelião.

Entre os outros mortos no confronto estão dez detentos e seis policiais (incluindo Saleh) e um civil.

A violência no Iraque tem aumentado nas últimas semanas, com atentados a bomba e mortes de funcionários do governo e chefes dos serviços de segurança.

Jornal Midiamax