Geral

Rapaz que tentava se jogar de viaduto é imobilizado por arma especial

A Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) usou uma arma de choque conhecida como Taser para imobilizar E. B. L., de 28 anos, que ameaçava se jogar do viaduto Engenheiro Paulo Avelino de Rezende, na saída para Três Lagoas. A arma emite uma onda elétrica que paralisa os músculos da pessoa. […]

Arquivo Publicado em 22/03/2011, às 17h42

None
871207286.jpg

A Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) usou uma arma de choque conhecida como Taser para imobilizar E. B. L., de 28 anos, que ameaçava se jogar do viaduto Engenheiro Paulo Avelino de Rezende, na saída para Três Lagoas. A arma emite uma onda elétrica que paralisa os músculos da pessoa.


Ele ameaçava se atirar do pontilhão pois há 8 dias teve sua moto apreendida após um acidente de trânsito. Para conseguir se aproximar do rapaz, uma moto idêntica a dele foi levada até o local. Quando ele montou, um policial da Cigcoe agiu e atirou contra o rapaz. Ele foi dominado pelos policiais.


Segundo o pai do jovem, O. L., de 66 anos, desde que sua motocicleta foi levada, o rapaz não parava de chorar. Ele disse ainda que o filho não faz uso de drogas, bebidas ou cigarros, mas toma medicamentos controlados, o que teria o deixado mais agressivo nos últimos dias.


O viaduto teve que ser interditado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), mas o fluxo já foi normalizado. O rapaz, que tem uma filha de 5 anos, foi levado para a Santa Casa de Campo Grande.

Jornal Midiamax