Geral

Ranking nacional aponta Moka como senador mais atuante de MS

O senador Delcídio do Amaral (PT), está em 12º lugar, nove posições atrás do senador Waldemir Moka (PMDB), que se encontra em 3º lugar no ranking dos senadores, na pesquisa nacional divulgada nesta sexta-feira (23),  realizada pela  revista Veja e o Núcleo de Estudos do Congresso, do Rio de Janeiro.Foram avaliados e classificados apenas 22 […]

Arquivo Publicado em 24/12/2011, às 19h23

None
1415095184.jpg

O senador Delcídio do Amaral (PT), está em 12º lugar, nove posições atrás do senador Waldemir Moka (PMDB), que se encontra em 3º lugar no ranking dos senadores, na pesquisa nacional divulgada nesta sexta-feira (23),  realizada pela  revista Veja e o Núcleo de Estudos do Congresso, do Rio de Janeiro.

Foram avaliados e classificados apenas 22 senadores, de acordo com o posicionamento deles em relação às proposições. Antes de envolver o Necon, com base em critérios próprios e nos levantamentos da Transparência Internacional, Veja aplicou uma “cláusula de ética”, expurgando previamente da análise os parlamentares envolvidos em escândalos ou de reputação duvidosa.

O senador Antonio Russo Netto (PR), não foi citado pela pesquisa. Ele tomou posse em junho deste ano, na vaga da ex-senadora Marisa Serrano, atualmente conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Relebrando

Dias antes de Antonio Russo ser diplomado no Senado Federal, o empresário Florivaldo Alteiro Leal protocolou na Justiça Federal, em Campo Grande, uma ação popular que solicitava para suspender a diplomação de Russo, que era o primeiro suplente da senadora Marisa Serrano.

O empresário Leal citou no recurso, o histórico financeiro dos empreendimentos de Russo, o frigorífico Independência, em processo de recuperação judicial desde 2009, e diz que o suplente teria praticado a “imoralidade” e “lesado o patrimônio federal, estadual e municipal”, ao aplicar um suposto calote no mercado pecuário de ao menos R$ 3,5 bilhões.

Jornal Midiamax