Geral

Projeto cultural leva aulas de canto lírico a presídio de Três Lagoas

Internas do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas (EPFTL) estão participando de aulas de canto lírico. A ação faz parte do projeto “Ação, Cultura e Convívio”, uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a prefeitura local, por meio do seu Departamento de Cultura. As aulas são ministradas pelo maestro […]

Arquivo Publicado em 17/10/2011, às 00h08

None

Internas do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas (EPFTL) estão participando de aulas de canto lírico. A ação faz parte do projeto “Ação, Cultura e Convívio”, uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a prefeitura local, por meio do seu Departamento de Cultura.


As aulas são ministradas pelo maestro Luiz Otávio e acontecem sempre aos sábados. Doze reeducandas participam do projeto, que objetiva a promoção de lazer, informação e cultura à população cerceada de liberdade, assim como o aprendizado de técnicas de canto e instrumentos musicais. “Essa inciativa representa uma importantíssima ferramenta na ressocialização e reinserção social”, destaca a diretora do EPFTL, Marcela Dias Maio.


Violão e acordeão


Já na unidade masculina da cidade, os custodiados estão participando de aulas de violão e acordeão. De acordo com a direção do presídio, os internos estão sendo divididos em turmas de dez alunos nas aulas de violão e de cinco alunos nas aulas de acordeão.


Dez violões foram cedidos ao presídio pelo Conselho da Comunidade de Três Lagoas, com o apoio da Vara de Execuções Penais. Os internos também receberam camisetas e material didático para o curso. Já os instrutores dos cursos são oferecidos pela Prefeitura Municipal.


Conforme o cronograma dos cursos, as aulas no presídio masculino ocorrerão uma vez por semana, com duração aproximada de quatro meses.

Jornal Midiamax