Geral

Professor Rinaldo toma posse na vaga de Marun e diz que vai cumprir o mandato

Rinaldo Modesto de Oliveira, o Professor Rinaldo (PSDB) tomou posse na manhã desta quarta-feira (02/03), ocupando a vaga do deputado licenciado Carlos Marun (PMDB), titular da Sehac (Secretaria de Estado da Habitação e Cidades). “Estou tranquilo de que vou cumprir o mandato”, afirmou Rinaldo, referindo-se à possibilidade de a Justiça conceder liminar favorecendo o PMDB, […]

Arquivo Publicado em 02/03/2011, às 15h28

None

Rinaldo Modesto de Oliveira, o Professor Rinaldo (PSDB) tomou posse na manhã desta quarta-feira (02/03), ocupando a vaga do deputado licenciado Carlos Marun (PMDB), titular da Sehac (Secretaria de Estado da Habitação e Cidades).


“Estou tranquilo de que vou cumprir o mandato”, afirmou Rinaldo, referindo-se à possibilidade de a Justiça conceder liminar favorecendo o PMDB, que pede a vaga de Marun para Youssif Domingos.


“Mesmo os ministros do Supremo têm revisto suas posições com relação às liminares já concedidas. Afinal não se pode mudar a regra do jogo depois de terminado o campeonato e, se for assim, estaremos rasgando a Constituição Federal”, comentou, afirmando ainda que está “pagando pra ver” o STF decidir em favor do PMDB, uma vez que decisões da Justiça não devem retroagir em prejuízo de alguém.


Liderança


Com a posse de Rinaldo, os tucanos concretizam a bancada (o que exige pelo menos quatro parlamentares) na Assembleia e, portanto, já podem indicar um líder bem como os nomes para as Comissões Permanentes da Casa.


“Devemos nos reunir esta tarde para definir a questão da liderança”, disse Rinaldo. O deputado recém empossado afirmou ainda que, se houver convite, ficará honrado em assumir a liderança do PSDB na Casa.


Comissões


“Só um faltando não atrapalha nada”, chegou a comentar semana passada o deputado Onevan de Matos (PSDB), ao ser questionado sobre o atraso nas definições de seu partido. No entanto, sem a indicação de lide, não há como indicar os membros das Comissões e, sem as Comissões, o trabalho legislativo fica emperrado.


O prazo regimental para que seja indicado o líder do partido é a primeira sessão ordinária da Sessão Legislativa. Para indicar à Mesa os nomes para as Comissões, os deputados têm cinco sessões ordinárias.

Jornal Midiamax