Geral

Presidente Mebazaa anuncia sua retirada da política na Tunísia

O presidente interino da Tunísia, Fuad Mebazaa, anunciou a sua “retirada definitiva da política” depois que um novo presidente for designado pela Assembleia formada nas eleições deste domingo, em uma entrevista que será publicada pelo jornal árabe Assabah no dia da votação. “Reconhecerei os resultados (das eleições) seja qual for o vencedor e a maioria […]

Arquivo Publicado em 22/10/2011, às 23h51

None

O presidente interino da Tunísia, Fuad Mebazaa, anunciou a sua “retirada definitiva da política” depois que um novo presidente for designado pela Assembleia formada nas eleições deste domingo, em uma entrevista que será publicada pelo jornal árabe Assabah no dia da votação.


“Reconhecerei os resultados (das eleições) seja qual for o vencedor e a maioria (na futura Assembleia). Entregarei o poder a quem for designado pela Assembleia Constituinte como novo presidente da República”, declarou.


“As eleições de domingo podem gerar surpresas políticas, porque são as primeiras eleições pluralistas e democráticas desde a revolução” que derrubou Ben Ali depois de 23 anos de poder absoluto, acrescentou.


Os islâmicos do Ennahda saem como grandes favoritos.


“Tenho confiança na moderação do povo tunisiano e em seus dirigentes e estou otimista sobre o futuro da Tunísia e sobre o transcorrer das eleições”, acrescentou.


Fuad Mebazaa, de 78 anos, chegou à liderança do Estado após a fuga do presidente Zine El Abidine Ben Ali, no dia 14 de janeiro. Seu mandato termina oficialmente depois da designação de um novo Executivo.


Ex-ministro e presidente do Parlamento desde 1997, então sob as ordens de Ben Ali, este político moderado prometeu em janeiro “uma ruptura total com o passado” e exortou várias vezes seus compatriotas a “voltar ao trabalho” para evitar “uma explosão social”.


Investido de poderes de crise em fevereiro, foi o garantidor da “autoridade pública” e assinou em fevereiro a lei de anistia geral que permitiu a libertação de centenas de presos políticos do antigo regime.

Jornal Midiamax