Geral

Presidente Dilma Rousseff lamenta morte do escritor Moacyr Scliar

O Brasil perdeu um mestre da literatura, afirmou hoje (27) a presidente Dilma Rousseff, ao lamentar a morte do escritor gaúcho Moacyr Scliar. Em nota oficial, ela afirmou ter recebido com pesar a notícia. No comunicado, Dilma classificou Scliar de ícone não apenas da literatura brasileira, mas de todo o continente latino-americano. A presidente também […]

Arquivo Publicado em 27/02/2011, às 20h51

None

O Brasil perdeu um mestre da literatura, afirmou hoje (27) a presidente Dilma Rousseff, ao lamentar a morte do escritor gaúcho Moacyr Scliar. Em nota oficial, ela afirmou ter recebido com pesar a notícia.


No comunicado, Dilma classificou Scliar de ícone não apenas da literatura brasileira, mas de todo o continente latino-americano. A presidente também ressaltou que a obra do escritor, que produziu mais de 70 livros, representou a sociedade brasileira.


Scliar morreu nesta madrugada de falência múltipla dos órgãos. O escritor estava internado há mais de um mês no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Inicialmente, ele tinha retirado pólipos do intestino, mas o quadro se agravou com um acidente vascular cerebral seguido de infecção respiratória.


Leia abaixo, a íntegra da nota:


“Recebi com muito pesar a notícia da morte de Moacyr Scliar, um dos mais respeitados escritores do nosso país. Integrante da Academia Brasileira de Letras desde 2003 e ganhador do Prêmio Jabuti por três vezes, Scliar foi um ícone da literatura gaúcha, brasileira e latino-americana. Com mais de 70 obras publicadas e colunista em dezenas de jornais, ele representou nossa sociedade em diversos gêneros literários, sem perder de vista sua condição de filho de imigrantes e sua formação médica. É com tristeza que nos despedimos desse mestre da nossa literatura.”

Jornal Midiamax