Felipe Massa voltou a ver um dirigente da Ferrari cobrando sua evolução. Depois de o chefe Stefano Domenicali afirmar que “esperava mais” do piloto, nesta terça-feira foi a vez de o presidente da equipe, Luca di Montezemolo, dizer que o brasileiro precisará “se provar” em 2012.

De acordo com o dirigente, Massa tem de melhorar seu desempenho no ano que vem se quiser permanecer na escuderia. “Nós esperamos que ele tenha um grande 2012 e então vamos avaliar o que fazer. Vamos dizer que ele estará correndo na próxima temporada por um novo acordo”, disse o dirigente, em entrevista a uma rádio italiana.

O contrato do piloto com a Ferrari termina no final de 2012 e ele precisará mostrar que merece a vaga na equipe. Em 2011, Massa está tendo sua pior temporada com a escuderia, conquistando apenas 108 pontos até o momento e tendo como melhores resultados cinco quintas colocações nas provas da Malásia, Europa, Inglaterra, Alemanha e Abu Dabi.

Se o brasileiro está em baixa, seu companheiro Fernando Alonso segue com prestígio. Mesmo com um carro hoje inferior, o espanhol fez frente à McLaren e Red Bull em diversas corridas no ano e tem sido elogiado pelos dirigentes da Ferrari. “Temos contrato até 2016 com Fernando (Alonso), que permanece como melhor piloto de corrida do mundo”, disse Montezemolo.

Antes de pensar na próxima temporada, os dois pilotos da escuderia voltam à pista para a última prova no campeonato de 2011, já vencido pelo alemão Sebastian Vettel. Neste domingo, acontece o GP do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos.