Geral

Pregão eletrônico agiliza licitação e gera economia para Sanesul

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) passou a utilizar em seus procedimentos de licitação a modalidade de pregão eletrônico a partir deste mês. Até o momento já foram abertos dois pregões, e a empresa pôde constatar as vantagens dessa modalidade: agilidade durante a etapa de lances e maior desconto nos lotes. […]

Arquivo Publicado em 23/09/2011, às 15h55

None

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) passou a utilizar em seus procedimentos de licitação a modalidade de pregão eletrônico a partir deste mês. Até o momento já foram abertos dois pregões, e a empresa pôde constatar as vantagens dessa modalidade: agilidade durante a etapa de lances e maior desconto nos lotes.

A primeira licitação, realizada no dia 13 de setembro, para aquisição de capacitores fechou com valor 25,5% menor do que o valor de referência, que era de R$ 54,1 mil. A diferença, em reais, foi de mais de 19 mil. “Além disso, o tempo que levamos na etapa de lances foi muito menor, pois, sem o contato com os participantes, não há interação com eles”, informa o gestor de licitações da Sanesul, Sérgio Ferreira da Silva.

O segundo pregão eletrônico, realizado em 14 deste mês para compra de concreto asfáltico, também gerou maior economia para a empresa. Comparado ao ano anterior, quando a redução sobre o valor de referência foi de 4%, a aquisição em 2011 sob a forma de pregão eletrônico foi ainda mais vantajosa, haja vista que o valor de referência era de R$ 262,08 mil, e o pregão foi encerrado em R$ 227,52 mil. Ou seja, uma diminuição de 16% sobre o valor inicial.

Conforme o gestor, a redução se dá, sobretudo, porque podem participar empresas de todo o País, tornando o pregão mais competitivo. Durante as duas licitações já fechadas, além de representantes de Mato Grosso do Sul, empresas de Goiás, Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Distrito Federal participaram dando seus lances. “Não só a competitividade aumenta e nos favorece, como também o fato de essas empresas não precisarem se deslocar até a Sanesul (gerando despesas com hospedagem e traslado) faz com que tenham condições de oferecer maior desconto”, acrescenta.

Outros três pregões eletrônicos já têm data marcada. No dia 23 de setembro, a Sanesul licita compra de caixas de papelão; em 30 de setembro, a licitação será para aquisição de ferramentas; e no dia 3 de outubro, para válvulas de retenção. “A intenção é que a empresa vá aderindo gradativamente a essa modalidade. Neste momento de transição, no entanto, trabalharemos com as duas modalidades”, afirma o gestor. Sérgio explica que essa fase transitória é necessária para que se façam análises da qualidade dos produtos entregues e sua efetivação no cumprimento das especificações técnicas e cumprimento dos prazos.

De acordo com Sérgio, um dos fatores que definem se determinado material poderá ser adquirido por meio do pregão eletrônico é se ele interfere diretamente nos serviços da empresa, como produtos químicos e tubos, por exemplo. “Todas as nossas aquisições são essenciais, porém, nem todas são imprescindíveis. Enquanto não tivermos certeza de que essa modalidade nos garantirá a entrega no prazo e de acordo com o especificado, optaremos pelo pregão presencial para os materiais imprescindíveis”.

O diretor de administração e finanças, André Soukef, afirma que a modalidade é um grande avanço para a Sanesul. “Essa experiência é um desejo antigo da empresa que se materializou através da contratação do Banco do Brasil em junho de 2011. Acredito que é um passo importantíssimo nos processos de compra, tanto do ponto de vista da economia gerada como também da agilidade e da transparência”, aponta.

O diretor-presidente José Carlos Barbosa lembra que a tendência natural é, gradativamente, ir aumentando os itens licitados por meio do pregão eletrônico, conferindo maior agilidade, economia e, sobretudo, maior transparência. “O sistema dificulta a formação de cartéis por parte das empresas participantes. Quem ganha com isso é a população, e a Sanesul é uma empresa que pertence ao povo de Mato Grosso do Sul”.

Sobre o pregão eletrônico

O pregão eletrônico instituído pela Sanesul faz parte do Licitações-e, um sistema informatizado desenvolvido pelo Banco do Brasil, o qual possibilita a realização de licitações de bens e serviços por intermédio da internet em um ambiente totalmente seguro.

O sistema permite que os usuários apresentem as propostas, façam intercâmbio com o licitador, participem do andamento dos certames e consultem os resultados. Todas as etapas de um processo licitatório estão contempladas nesse sistema, porém com maior rapidez na obtenção de informações e participação no certame.

As vantagens do pregão eletrônico são várias. Entre elas, a diminuição no tempo gasto com as modalidades em geral, maior transparência, pois a população pode consultar seu andamento, menor prazo de publicidade e diminuição dos custos nas compras, além de possibilitar um maior número de concorrentes (por meio do pregão eletrônico, o licitante pode participar da licitação estando fisicamente em qualquer lugar, desde que conectado à internet), e agilizar as etapas do processo licitatório. O endereço é www.licitacoes-e.com.br.

Jornal Midiamax