Geral

Prefeitura confirma que 180 alunos passaram mal após merenda; 12 estão internados

Doze alunos continuam internados, 5 na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Universitário e 7 no Hospital Regional.

Arquivo Publicado em 28/09/2011, às 11h42

None

Doze alunos continuam internados, 5 na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Universitário e 7 no Hospital Regional.

A Prefeitura Municipal de Campo Grande confirmou, na manhã desta quarta-feira (28), que 180 alunos passaram mal na tarde de ontem na Escola Municipal Iracema Maria Vicente, no Bairro Rita Vieira. Doze alunos continuam internados, 5 na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Universitário e 7 no Hospital Regional. 
As aulas foram suspensas hoje pela prefeitura, porque a cozinha continua lacrada. A probabilidade é de que as aulas voltem ao normal amanhã. 
A prefeitura promete a investigação da causa do mal estar dos alunos. Amostras de comida e alimentos estocados no local foram recolhidos e encaminhados ao Lacen (Laboratório Central do Estado) para análise, que deve sair entre 15 e trinta dias. 
O prefeito Nelsinho Trad não descarta a hipótese de sabotagem, porque nem todos os alunos da escola passaram mal. Ele pediu o registro de um Boletim de Ocorrência e a cozinha da escola foi lacrada pela própria prefeitura. 
O caso
Cerca de 180 alunos passaram mal ontem, por volta das 14h30, após a merenda ser servida na Escola Municipal Iracema Maria Vicente, no bairro Rita Vieira. 
Várias ambulâncias dos Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estiveram no local para levar as crianças aos postos de saúde. Um microônibus dos Bombeiros também foi usado para fazer o resgate das crianças. 
A suspeita é de que a água ou a comida da escola estejam contaminadas. Ontem, a assessoria de comunicação da prefeitura falou também na hipótese de virose e sabotagem na merenda escolar. 
A assessoria de comunicação da empresa fornecedora de água, a Águas Guariroba, informou que na tarde desta terça-feira enviou técnicos para a escola para analisar a água, que foi considerada fora de contaminação pelos testes. 
Jornal Midiamax