Geral

PP cria comissão de ética e já promete investigar Antonio Cruz e Lídio Lopes

O presidente do PP (Partido Progressista) em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Alcides Bernal, informou que até a semana que vem a legenda já conta com a comissão de ética. E a pauta das primeiras discussões tem a ver com o suposto desvio dos recursos vindos por meio do fundo partidário e se […]

Arquivo Publicado em 22/06/2011, às 14h37

None

O presidente do PP (Partido Progressista) em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Alcides Bernal, informou que até a semana que vem a legenda já conta com a comissão de ética.

E a pauta das primeiras discussões tem a ver com o suposto desvio dos recursos vindos por meio do fundo partidário e se o vereador de Campo Grande, Lídio Lopes praticou ou não infidelidade partidária nas eleições de outubro passado.

O PP atravessa por ajustes. Bernal assumiu recentemente o comando da sigla no lugar do ex-deputado federal Antonio Cruz, que chefiava o partido por força de uma liminar judicial.

Antonio Cruz foi denunciado no ano passado por um grupo do partido que o acusou de usar recurso do partido sem prestar contas. O PP recebe em torno de R$ 160 mil anuais.

Já o vereador Lídio Lopes teria apoio o PMDB no ano passado, contrariado a aliança firmada por sua legenda, que havia fechado acordo com o PT.

Jornal Midiamax