Geral

Poça d’água gera ‘quebra-pau’ na periferia de Ponta Porã

O que aparentemente seria um simples acidente se transformou numa briga generalizada na tarde de domingo, por volta das 17h40, na Rua Germano Aleixo, no bairro Manoel Padial Urel, em Ponta Porã. O tumulto envolveu V. L. G., de 28 anos, A. L. G., de 25, e A. B. F., de 19. Os dois primeiros […]

Arquivo Publicado em 01/03/2011, às 01h38

None

O que aparentemente seria um simples acidente se transformou numa briga generalizada na tarde de domingo, por volta das 17h40, na Rua Germano Aleixo, no bairro Manoel Padial Urel, em Ponta Porã. O tumulto envolveu V. L. G., de 28 anos, A. L. G., de 25, e A. B. F., de 19.


Os dois primeiros andavam a pé pela rua, quando o terceiro passou por eles de bicicleta e ao cruzar por dentro de uma poça d’água, que veio a espirrar lama nos pedestres, que o questionaram: “Por que você fez isso?”. Como resposta, o rapaz desceu de sua bicicleta, pegou uma balaústre e perguntou: “Por que? Achou ruim?”.


Em seguida A. B. F. foi para cima de V. L. G. e lhe desferiu golpes de madeira na cabeça e também nas costas de A. L. G.. Após a agressão tentou correr, porém as vítimas saíram em seu encalço e o alcançaram, entrando em luta corporal, atingindo-o com socos e pontapés.


Quando a Polícia Militar chegou havia briga generalizada. V. L. G. apresentava lesões no ante braço esquerdo e na região da cabeça; A. L. G. tinha uma lesão nas costas e A. B. F. tinha lesões na boca, nos olhos e na mão direita. Todos foram levados para o 1º Distrito Policial local para os procedimentos cabíveis.

Jornal Midiamax