Geral

PMA divulga vídeo que acusa caça de jacaré em pousada de Aquidauana; veja imagens

No sábado, PMA prendeu em flagrante grupo que explorava a caça do réptil, uma prática ilegal

Arquivo Publicado em 25/01/2011, às 14h53

None

No sábado, PMA prendeu em flagrante grupo que explorava a caça do réptil, uma prática ilegal

Nesta terça-feira (25) a assessoria de imprensa da PMA (Polícia Militar Ambiental) disponibilizou um vídeo (veja abaixo) como prova das supostas caçadas na Fazenda Santa Emília, antiga “Pousada Araraúna”, em Aquidauana.


No vídeo é possível ver várias carcaças de jacarés na carroceria de uma caminhonete, além de várias outras abandonadas pelo terreno.


No último sábado (22) a PMA prendeu nesse Ugo Furlan, dono da propriedade. Ele é acusado de organizar grupos para a prática de caça na propriedade.


Também foram presos Luiz Carlos de Oliveira, Givaldo dos Santos, Eder Alves Pintos (moradores de Campo Grande) e Edson Antônio Furlan Possari, residente em Adamantina (SP).


Eles foram flagrados no momento em que haviam abatido cinco jacarés que estavam numa Toyota Hilux de Ugo Furlan. Cada um deles foi multado em R$ 2,5 mil.


Furlan acabou ainda tendo que pagar uma multa de R$ 55 mil, referente a não possuir licenciamento para o funcionamento de uma pousada no local. O proprietário ainda negou todas as acusações.


Além dessas multas, consideradas administrativas, a PMA encaminhou as provas para a Polícia Civil de Aquidauana, que terá que apresentar os dados posteriormente ao Ministério Público Estadual. Este então pode apresentar denúncia ao Tribunal de Justiça.


Os acusados podem responder por crime ambiental, Posse ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha.


Caso


Após denúncias e em posse de  mandado de busca e apreensão na propriedade. Nas imediações também foram encontradas três carcaças de jacarés, uma de capivara de queixada e outras que estavam somente em ossadas e não houve como identificar, indicando que a prática de caça estava sendo comum na propriedade.


A polícia apreendeu uma espingarda calibre 22 sem registro e 50 munições no veículo Toyota Hilux, de Luiz Carlos de Oliveira.


Já na camionete Ford Ranger de Givaldo dos Santos foram encontrados um revólver calibre 22 e duas espingardas calibre 22, sem registro, além de 61 munições calibre 22. Todos os carros também foram apreendidos.


Além destes materiais foram encontradas duas tarrafas, e dois facões e facas que eram utilizadas para tirar o couro e limpar os animais abatidos.


Todos foram levados à Polícia Civil de Aquidauana. Eles responderão por porte e posse ilegal de arma, crime ambiental de caça, formação de quadrilha e bando armado.


Jornal Midiamax