Geral

PMA autua proprietário rural em R$ 5 mil por erosões em fazenda

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande, em fiscalização na região do distrito de Anhanduí autuaram, no final da tarde deste sábado (14), um fazendeiro, residente em Campo Grande. Os policiais localizaram na Fazenda Campanha, de propriedade do pecuarista, vários processos erosivos e voçorocas, em que a areia e outros sedimentos eram transportando diretamente ao leito […]

Arquivo Publicado em 15/05/2011, às 13h24

None
Policiais Militares Ambientais de Campo Grande, em fiscalização na região do distrito de Anhanduí autuaram, no final da tarde deste sábado (14), um fazendeiro, residente em Campo Grande. Os policiais localizaram na Fazenda Campanha, de propriedade do pecuarista, vários processos erosivos e voçorocas, em que a areia e outros sedimentos eram transportando diretamente ao leito ao Rio Anhanduí, causando assoreamento.
Os processos erosivos na Fazenda teriam surgido, em razão da falta de conservação do solo, que é obrigatória pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais.
A PMA determinou a interdição da área,  para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. O pecuarista também foi autuado administrativamente, sendo multado em R$ 5 mil. O proprietário também foi notificado a apresentar projeto de recuperação de área degradada (PRAD) junto aos órgãos ambientais, no prazo máximo de 30 dias.
A PMA lembra aos produtores rurais que a recuperação de áreas degradadas pode ser iniciada voluntariamente, desde que acompanhada por responsável técnico e comunicada ao órgão de meio ambiente. Isto evita multa e mais transtornos.
Jornal Midiamax