Geral

Perseguidor de Madonna foi declarado inapto para o julgamento

Grzegorz Matlok– que foi preso no último sábado (12.03.11) após invadir a casa de 10 milhões de libras esterlinas da diva em Londres– não vai enfrentar acusações de roubo em tribunal no início da próxima semana e deve ser mantido em custódia até 14 de abril, para que sua saúde mental possa ser avaliada. Grzegorz […]

Arquivo Publicado em 18/03/2011, às 16h00

None

Grzegorz Matlok– que foi preso no último sábado (12.03.11) após invadir a casa de 10 milhões de libras esterlinas da diva em Londres– não vai enfrentar acusações de roubo em tribunal no início da próxima semana e deve ser mantido em custódia até 14 de abril, para que sua saúde mental possa ser avaliada.

Grzegorz lutou com seguranças na mansão de 10 quartos, na área de Marylebone, às 5:30 horas da manhã, após ter sido encontrado com vários pertences de Madonna.

Apesar da enorme equipe de segurança enorme e de um sistema de vídeo vigilância poderoso, o invasor, nascido na Polônia, contou à polícia que era um “perseguidor” e que entrou na casa por uma janela lateral.

Falando sobre o incidente, uma fonte da polícia disse: “Algo terrível aconteceu aqui. A segurança em torno da estrela do pop mais famosa mundo deve ser impecável.”

No momento da invasão, Madonna– mãe de Lourdes, 14, Rocco, 10, Marcy, 6, e David, 5– estava em Bay City, Michigan, prestando sua última homenagem à morte de sua avó de 99 anos, Elsie Mae Fortin, que ajudou a criar a cantora e seus cinco irmãos após a trágica morte de sua mãe por câncer de mama.

Jornal Midiamax