O caso foi descoberto após vizinhos acionarem a polícia, por causa de uma briga entre o casal

Joas Francisco da Silva, de 33 anos, foi preso na manhã deste sábado (5) por seqüestro e cárcere provado da esposa, Silvania Alexandre de Oliveira, de 31 anos, na residência do casal, no Jardim Presidente, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, vizinhos ouviram uma discussão entre o casal e comunicaram à polícia.

No local, os policiais pediram para que a porta fosse aberta e, após certo tempo, Silva abriu e teve que ser separado da esposa, pois estavam brigando.

Em seguida, Silvania informou que há aproximadamente um mês estava sendo impedida de sair da residência.

Joas ressaltou que havia prendida a esposa depois que o pastor da igreja que freqüenta ter relatado uma suposta traição da mulher.

O marido foi levado pela Polícia e deve responder pelos crimes de seqüestro e cárcere privado.