Geral

Paraguai sacrifica 1 mil cabeças de gado por febre aftosa

Ao menos mil cabeças de gado foram sacrificadas em uma fazenda do departamento de San Pedro, 400 km a nordeste de Assunção, para combater o foco de febre aftosa que atinge o Paraguai, informaram neste domingo as autoridades sanitárias. Após o sacrifício, iniciado na sexta-feira na fazenda Santa Helena, os animais foram enterrados em três […]

Arquivo Publicado em 25/09/2011, às 20h59

None

Ao menos mil cabeças de gado foram sacrificadas em uma fazenda do departamento de San Pedro, 400 km a nordeste de Assunção, para combater o foco de febre aftosa que atinge o Paraguai, informaram neste domingo as autoridades sanitárias.

Após o sacrifício, iniciado na sexta-feira na fazenda Santa Helena, os animais foram enterrados em três gigantescas valas abertas por escavadeiras do ministério de Obras Públicas, em um processo monitorado por especialistas estrangeiros.

O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senacsa) decretou uma zona de controle de 15 km de raio em torno da fazenda Santa Helena, que pertence a Silfrido Baumgarten, titular regional da Associação Rural do Paraguai.

O foco de aftosa foi descoberto em 18 de setembro passado, provocando a imediata suspensão das exportações de carne paraguaia. A carne bovina é o terceiro principal produto de exportação do Paraguai, depois dos cereais e oleaginosas.

Jornal Midiamax