Geral

Paraguai recebe do Brasil US$ 36 milhões de compensação pelo uso de energia de Itaipu

O governo do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, informou que nesta terça-feira (18) o Brasil passará a pagar US$ 36 milhões de compensação aos paraguaios pelo uso de energia da Usina Itaipu Binacional. O pagamento faz parte de um acordo diplomático de setembro de 2009. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores do Paraguai, […]

Arquivo Publicado em 18/10/2011, às 12h01

None

O governo do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, informou que nesta terça-feira (18) o Brasil passará a pagar US$ 36 milhões de compensação aos paraguaios pelo uso de energia da Usina Itaipu Binacional. O pagamento faz parte de um acordo diplomático de setembro de 2009. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Jorge Lara Castro.


Castro disse que o pagamento se refere às transferências de energia efetuadas no período de maio a agosto deste ano. Segundo ele, em cinco dias, o total dos recursos estará no Paraguai. Em maio deste ano, os senadores brasileiros aprovaram a revisão do Tratado de Itaipu – quando a taxa anual de cessão paga pelo Brasil ao Paraguai pela energia não usada da Usina de Itaipu passa de US$ 120 milhões para US$ 360 milhões.


O Tratado de Itaipu, firmado em 1973, estabelece que cada um dos dois países tem direito a usar 50% da energia gerada pela usina. Como utiliza apenas 5% do que teria direito, o Paraguai vende o restante ao Brasil. A usina tem 14 mil megawatts de potência instalada e atende a 19% da energia consumida no Brasil e a 91% do consumo paraguaio.


A polêmica sobre a revisão do Tratado de Itaipu começou em 2008, quando Lugo defendeu o aumento dos valores pagos pelo Brasil durante sua campanha à reeleição. O assunto foi tema de uma reunião de trabalho ontem (17) que envolveu várias autoridades do governo paraguaio.


Participaram da reunião os ministros Castro, Cecilio Perez Bordon (Obras Públicas e Comunicações), a vice-ministra Mercedes Canese (Minas e Energia), além do diretor-geral paraguaio de Itaipu ,Gustavo Codas, e integrantes do Conselho de Administração da Usina Itaipu Binacional, da Administração Nacional de Eletricidade.

Jornal Midiamax