Geral

Parada da Diversidade Sexual em Campo Grande deve incluir todos os segmentos sociais

Todas as ações de prevenção e atividades sociais vão até às 14h, quando está marcada a concentração para iniciar a passeata. O Show será à 21h30, com a presença de bandas regionais, da mulher Moranguinho e do DJ. Marquinhos Espinosa

Arquivo Publicado em 24/09/2011, às 14h11

None
637496608.jpg

Todas as ações de prevenção e atividades sociais vão até às 14h, quando está marcada a concentração para iniciar a passeata. O Show será à 21h30, com a presença de bandas regionais, da mulher Moranguinho e do DJ. Marquinhos Espinosa

A Parada da Diversidade Sexual e Show da Diversidade está acontecendo neste sábado (24) na praça do Rádio Clube, na Capital e promete atrair diversos tipos de público. Todas as ações de prevenção e atividades sociais vão ocorrer até às 14hs, quando está marcada a concentração das pessoas para iniciar a passeata. O Show será à 21h30, e contará com a presença de bandas regionais, da mulher Moranguinho e do DJ. Marquinhos Espinosa.


Nesta manhã, em menos de 20 minutos do início das atividades, a Equipe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) atendeu 16 pessoas. De acordo com a Educadora Física, Letícia Aranda, é importante realizar esta divulgação para desenvolver o bem-estar da população. “Estão sendo feitas orientações de exercícios físicos, e o cálculo do IMC, que analisa o peso com a altura, mede o quadril e a cintura”, explicou.


A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) também está marcando presença no evento, pois oferece vacinas gratuitas contra Hepatite B para a população em geral e testes rápidos apenas para a comunidade LGBT´s (Lesbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). A professora Ana Rita Coimbra Mota Castro é a organizadora do trabalho realizado na praça e está satisfeita com repercussão das atividades.


Ana Rita explicou que os testes rápidos serão feitos apenas com este público alvo ”porque eles são grupos expostos ao risco, assim como os profissionais de saúde e do sexo”, contou. Esta iniciativa é uma parceria da UFMS com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e faz parte do Estudo de Soro Epidemiológico e Moleculares das Infecções causadas pelos vírus da Hepatites B e C e HIV em Gays, Travestis e Transgêneros em Campo Grande.


Além disso, o encontro na praça reúne diversos movimentos sociais para divulgar seus trabalhos, dentre eles, a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Campo Grande, União Campo-grandense da Associação Comunitária de Mulheres de MS e a Associação Águia Morena. “Eles estão aqui para provar que hoje realmente é a Parada da Diversidade, fomentando a união e para mostrar que não existem preconceitos. Num único local, se reúnem tanto o público LGBT, como a sociedade em geral”, explicou Cris Stefany, Coordenadora Geral da Associação das Travestis e Transexuais de MS.


Mudança


A organização divulgou que a mudança do local do evento ocorreu porque a Praça Ary Coelho está em reforma, mas isso apenas mudou o trajeto da passeata, já que antes todos caminhavam de uma praça para a outra. A caminhada na praça do Radio Clube será hoje, às 15hs, iniciando pela Avenida Afonso Pena, 14 de Julho, Cândido Mariana, 13 de Maio e voltando para a praça pela Barão do Ri Branco.

Jornal Midiamax