Geral

Para Vander, prefeito pode rever cobrança do IPTU na Capital

Diante das reclamações e protestos da população de Campo Grande sobre o reajuste do IPTU, o deputado federal Vander Loubet (PT-MS) sugeriu ao prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) que avalie política, administrativa e juridicamente a possibilidade de revisar os aumentos do imposto para 2011, já que existem bairros da cidade onde o aumento aparentemente ocorreu […]

Arquivo Publicado em 25/01/2011, às 14h45

None

Diante das reclamações e protestos da população de Campo Grande sobre o reajuste do IPTU, o deputado federal Vander Loubet (PT-MS) sugeriu ao prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) que avalie política, administrativa e juridicamente a possibilidade de revisar os aumentos do imposto para 2011, já que existem bairros da cidade onde o aumento aparentemente ocorreu fora da realidade da valorização dos imóveis. “Governos democráticos devem estar sensíveis às reclamações e manifestações da sociedade que representam”, afirmou Vander.

Apesar da Câmara Municipal ter aprovado um aumento de 6% a 16% no IPTU, os carnês do imposto de alguns bairros da Capital apresentaram reajuste muito superior a esse índice, como mostrou o jornal Correio do Estado no último sábado (22). Foi o caso do Jockey Club (aumento de 350%), Jardim Imá (233%), Santo Antônio (223%), Nova Campo Grande (91%), Coophafé (80%), Amambaí (53%) e Vila Progresso (42%).

Segundo o deputado Vander, juridicamente o prefeito poderia fazer uso da prerrogativa legal da remissão parcial para corrigir as distorções nos lançamentos do IPTU para o exercício de 2011. “A remissão é o perdão de dívidas ou de parte delas. Acho que é uma boa opção para resolver essa situação, visto que os valores do IPTU, da forma que estão, vão acabar sacrificando a maioria da população”, concluiu o parlamentar.

Jornal Midiamax