Geral

Para o Corinthians, Sócrates foi um dos maiores ídolos da história do clube

"Doutor", como era conhecido, não resistiu à terceira internação. Ele teve infecção generalizada

Arquivo Publicado em 04/12/2011, às 13h35

None
1260779730.jpg

“Doutor”, como era conhecido, não resistiu à terceira internação. Ele teve infecção generalizada

O Corinthians lamentou neste domingo (4) a morte do ex-jogador de futebol Sócrates, em nota divulgada no site do clube paulista. “Hoje, que seria um dia apenas de alegria pela decisão do Brasileirão, começou triste para o futebol brasileiro, principalmente para os corinthianos”.


Para o Corinthians, o jogador foi “um dos maiores ídolos da história do Timão”. De acordo com o clube, “Sócrates disputou 297 jogos, marcou 172 gols e venceu três campeonatos paulistas (1979, 1982 e 1983), além de ter sido um dos principais idealizadores da Democracia Corinthiana”.


“O Sport Club Corinthians Paulista e toda a sua fiel torcida se despedem com tristeza do Magrão [apelido de Sócrates], mas também ficamos agradecidos pela honra de ter visto um dos maiores jogadores da história do futebol vestindo o manto alvinegro por tantos jogos. Obrigado pelos lindos gols, pelos toques geniais, pelo futebol magistral”.


Na nota, o time lembra ainda que Sócrates tinha 57 anos e era pai de seis filhos. O ex-jogador morreu às 4h30 da madrugada de hoje, em consequência a um choque séptico, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Jornal Midiamax