Geral

Padilha anuncia criação da ‘Swat da Saúde’ para situações de emergências

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta sexta-feira (4), em uma solenidade de entrega de ambulâncias no Rio de Janeiro, a criação de uma grande equipe de resgate do Sistema Único de Saíde (SUS), que ele apelidou de a “Swat da Saúde”. De acordo om Padilha, o objetivo é profissionalizar as operações de resgate […]

Arquivo Publicado em 04/02/2011, às 14h46

None

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta sexta-feira (4), em uma solenidade de entrega de ambulâncias no Rio de Janeiro, a criação de uma grande equipe de resgate do Sistema Único de Saíde (SUS), que ele apelidou de a “Swat da Saúde”. De acordo om Padilha, o objetivo é profissionalizar as operações de resgate em situações de emergência em todo o país.


“Vai ser a Swat da Saúde no Brasil”, garantiu Padilha. A sigla “Swat” significa uma unidade de polícia especializada dos Estados Unidos.


O ministro explicou que vai montar a nova equipe com profissionais federais, estaduais e municipais, além de militares das Forças Armadas e de voluntários que poderão se cadastrar em todo o Brasil.


“Hoje o ministério da Saúde já tem cerca de 100 profissionais capacitados para integrar essa equipe. São funcionários que já atuaram em situações de emergência, inclusive após o terremoto ocorrido no Haiti”, disse.


A criação do grupo nacional do SUS, segundo Padilha, é uma consequência da tragédia da Região Serrana do Rio, onde mais de 870 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas ou desalojadas.


Padilha ressaltou que atualmente já existem quatro mil voluntários que fizeram o cadastro no Ministério da Saúde para ajudar em situações de emergência. “Esses voluntários vão ser treinados a cada três meses, para estarem permanentemente capacitados em situações de urgência”, afirmou.


O ministro não informou a data que a equipe entrará em operação.

Jornal Midiamax