Geral

Otan se reúne hoje para definir fim da missão na Líbia

Representantes dos 28 países que integram a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) se reúnem nesta sexta-feira (21) para definir se é o momento de encerrar a missão na Líbia. O secretário-geral da organização, Anders Fogh Rasmussen, disse, por meio de comunicado, que o ideal é terminar com as ações na região. Há sete […]

Arquivo Publicado em 21/10/2011, às 11h23

None

Representantes dos 28 países que integram a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) se reúnem nesta sexta-feira (21) para definir se é o momento de encerrar a missão na Líbia. O secretário-geral da organização, Anders Fogh Rasmussen, disse, por meio de comunicado, que o ideal é terminar com as ações na região.

Há sete meses, a Otan atua no país na área de exclusão aérea sob a alegação de defesa dos civis. Rasmussen reiterou que o objetivo da missão na Líbia estava vinculado à captura de Muammar Khadafi, ex-presidente líbio, e ao fim das ameaças à população civil. O governo do Brasil sempre foi contrário às ações militares na região.

Rasmussen pediu ainda que as autoridades do Conselho Nacional de Transição na Líbia, comandado pela oposição a Khadafi, evitem perseguições e represálias. Dos oito filhos do ex-presidente líbio, dois foram mortos e os demais escaparam para países vizinhos à Líbia.

Khadafi foi capturado e morto quinta-feira (20), nos arredores de sua cidade natal, Sirte. De acordo com relatos dos opositores, ele estava escondido em um buraco. Capturado, o ex-líder tentou escapar quando foi atingido nas pernas e na cabeça. Segundo opositores, ele não resistiu e acabou morrendo.

Com informações da agência pública de notícias do México, Notimex.

Jornal Midiamax