Geral

Organizadores da Indy negam ressarcimento após adiamento de prova

O torcedor que deixou o Anhembi frustrado neste domingo por não acompanhar mais do que poucas voltas da São Paulo Indy 300 não terá o dinheiro empreendido nos ingressos devolvidos pela organização. Vice-presidente da Bandeirantes, Frederico Nogueira descartou o ressarcimento para quem não puder comparecer ao local às 9 horas desta segunda-feira para o reinício […]

Arquivo Publicado em 02/05/2011, às 00h06

None

O torcedor que deixou o Anhembi frustrado neste domingo por não acompanhar mais do que poucas voltas da São Paulo Indy 300 não terá o dinheiro empreendido nos ingressos devolvidos pela organização. Vice-presidente da Bandeirantes, Frederico Nogueira descartou o ressarcimento para quem não puder comparecer ao local às 9 horas desta segunda-feira para o reinício da prova.


Depois de muito exaltar as sessões da Fórmula Indy, em especial a qualificação, a prova da Itaipava GT no sábado, e o warm up da manhã de domingo (“há tempos não se vê um warm up tão aquecido”, disse ele), Frederico Nogueira confirmou: “não vamos ressarcir porque entendemos que fizemos a nossa parte: entregamos um belíssimo espetáculo no sábado e no domingo, e vamos terminá-lo na segunda”.


“Se não for possível vir amanhã, a gente lamenta. Essa paralisação não estava nos nossos planos”, complementou. Assim, torcedores que não puderem prolongar suas estadias em São Paulo ou paulistanos que não puderem se reprogramar para a manhã de segunda-feira terão de se contentar. Quem sequer chegou a garantir entrada ao evento no final de semana não terá outra chance.


“Nós sabíamos que isso poderia acontecer, mas não nos preparamos para tudo isso. Não temos a logística necessária para imprimir mais ingressos, e hoje tivemos mais de 40 mil pessoas. A prioridade é garantir o conforto se elas forem novamente ao Anhembi”, explicou o vice-presidente da Bandeirantes.

Jornal Midiamax