Geral

Onevan reclama de colegas e diz que PSDB de Mato Grosso do Sul está rachado na Assembleia

O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) reclamou da falta de espaço dentro da bancada de seu partido e disse que houve um racha entre os integrantes. As declarações foram feitas no plenário da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (16). O deputado reclamou de duas situações. Na primeira, Onevan afirmou que tinha o apoio no início […]

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 14h54

None

O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) reclamou da falta de espaço dentro da bancada de seu partido e disse que houve um racha entre os integrantes. As declarações foram feitas no plenário da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (16).


O deputado reclamou de duas situações. Na primeira, Onevan afirmou que tinha o apoio no início do ano para ser indicado como membro da mesa diretora, onde o PSDB pleiteava a secretaria. Porém, ainda segundo o deputado, o presidente da Casa Jerson Domingos (PMDB) teria realizado acordo com o PR, o que resultou na indicação de Paulo Corrêa (PR) para a 1ª secretaria e Paulo Duarte (PT) para a segunda.


Além de reclamar de ter perdido a vaga na Mesa Diretora, Onevan disse que houve um racha na hora de decidir a liderança do PSDB na Assembleia. Ele queria a vaga, mas foi o recém chegado Professor Rinaldo, que assumiu a vaga de Carlos Marun (PMDB), quem ficou com a liderança.


Dione Hashioka (PSDB) reagiu. Ela falou que “não há mais clima para diálogo entre a bancada”, e que, da parte dela e de Márcio Monteiro (PSDB), “ambos sempre estiveram à disposição de Onevan e sempre o apoiaram”.


Já Monteiro, que também queria a liderança do partido na casa, se justifica e alega que teria recebido comunicado onde o deputado Onevan desistia da indicação para a mesa diretora, opinião compartilhada com Hashioka. Com relação à liderança, Monteiro afirmou que Rinaldo “chegou e soube converter” os outros deputados do PSDB.


Márcio Monteiro ainda afirmou que “isso (o racha) prejudica o partido na assembleia, inclusive fazendo com que PSDB ficasse sem nenhum presidente nas comissões internas da casa”. Ele disse que buscará um entendimento.

Jornal Midiamax