Geral

Obras da Afonso Pena continuam provocando congestionamento e Agetran pede cautela

O novo trecho que está fechado ao trânsito nesta terça-feira (18) para o recapeamento e revitalização da Avenida Afonso Pena vai da rua Rui Barbosa até a rua Padre João Crippa, no sentido centro – aeroporto. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) solicita a colaboração dos condutores para terem paciência, evitar pontos congestionados […]

Arquivo Publicado em 18/10/2011, às 18h55

None
1207169684.jpg

O novo trecho que está fechado ao trânsito nesta terça-feira (18) para o recapeamento e revitalização da Avenida Afonso Pena vai da rua Rui Barbosa até a rua Padre João Crippa, no sentido centro – aeroporto. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) solicita a colaboração dos condutores para terem paciência, evitar pontos congestionados e prestar mais atenção nas vias.


“O trânsito da região do Obelisco está bem complicado. Estamos atuando nos locais mais críticos. Mas as pessoas têm que entender que o tráfego está lento e que a nossa função é não deixar travar os cruzamentos. É necessário buscar pontos alternativos, para evitar acidentes”, explicou José Reginaldo, Chefe de Segurança da Agetran.


A condutora Miriam Fernandes conta que passa duas vezes por semana na rua 15 de novembro, no mesmo horário, e nunca tinha pego um trânsito tão engarrafado. “Não sei o que está acontecendo, é a primeira vez que pego um congestionamento desses aqui em Campo Grande. A gente tem que tomar mais cuidado“, disse ela. Só foi possível descobrir o motivo do congestionamento depois de quatro quadras, ao observar as placas que estavam interditando a Padre João Crippa.


Reginaldo também informou que o número de Agentes está reduzido no momento, pois os novos estão participando de um curso de capacitação, que vai até o próximo dia 31. “A rua 15 de Novembro, a José Antônio e a Padre João Crippa estão bem congestionadas por conta das obras de recapeamento. Temos Agentes atuando nestes lugares, mas não tem como cobrir tudo ao mesmo tempo. Precisamos da colaboração da sociedade”, explicou ele.


A previsão é que essa parte da pista seja liberada no fim desta tarde se o tempo permanecer estável. A Agetran pede para os condutores evitarem os congestionamentos e fazerem o desvio pelas vias de acesso: Rua Maracaju, Rua Dom Aquino, Rua Antônio Maria Coelho, Rua Candido Mariano, Rua Joaquim Murtinho e Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Jornal Midiamax