Geral

OAB-MS irá acompanhar caso de professor acusado de filmar alunas

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS) irá acompanhar o caso do professor A.L.O., de 36 anos, acusado de filmar alunas adolescentes. “É uma denúncia grave que deve ser apurada”, disse o presidente da OAB/MS, Leonardo Avelino Duarte. No fim de semana foi apreendido um computador e um pen drive que conteriam provas contra o acusado. […]

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 19h57

None

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS) irá acompanhar o caso do professor A.L.O., de 36 anos, acusado de filmar alunas adolescentes. “É uma denúncia grave que deve ser apurada”, disse o presidente da OAB/MS, Leonardo Avelino Duarte.

No fim de semana foi apreendido um computador e um pen drive que conteriam provas contra o acusado. O material foi encaminhado ao núcleo de perícia de Dourados para ser analisado. De acordo com a denúncia, ele teria inclusive feito imagens de membros da família.

Segundo o presidente da Subseção de Dourados, César Augusto Rasslan Câmara, a Comissão de Direitos Humanos da entidade irá acompanhar o caso e averiguar o que é possível na ação.


“Caso seja realmente culpado, a penalidade deve ser aplicada. É inadimissível cometer um ato desses. Coisas que repudiam a moral, os bons costumes e que ferem a cidadania e a sociedade a OAB repudia”, afirmou Câmara.

Jornal Midiamax