Geral

Nomeados onze servidores para trabalhar na Funai em Mato Grosso do Sul

Cinco auxiliares em indigenismo e seis indigenistas especializados foram nomeados em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (19), de acordo com a publicação do Diário Oficial da União. O coordenador regional da Funai Edson Fagundes acredita que o número não é suficiente. “Em todos os lugares do País faltam servidores. No Brasil, há uma defasagem […]

Arquivo Publicado em 19/10/2011, às 15h02

None

Cinco auxiliares em indigenismo e seis indigenistas especializados foram nomeados em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (19), de acordo com a publicação do Diário Oficial da União.



O coordenador regional da Funai Edson Fagundes acredita que o número não é suficiente. “Em todos os lugares do País faltam servidores. No Brasil, há uma defasagem de quase 3 mil”, explica. 



Os onze novos funcionários serão distribuídos entre as três coordenações do Estado, conforme a falta de servidores, pela coordenação de Brasília. 



Ele informa ainda que nas duas CTLs (Coordenações Técnicas Locais) de Brasilândia e Corumbá há apenas um funcionário trabalhando. “Não tem condições de trabalhar assim, é muito pouco”.



Edson Fagundes irá ainda hoje para Bonito e diz ter feito cerca de 30 viagens desde o início do ano pelo interior do Estado. “São 40 aldeias e 12 municípios para visitar na região”, diz.


Jornal Midiamax