Geral

No Japão, helicópteros jogam água para tentar esfriar reatores em usina danificada

O governo do Japão anunciou hoje (17) a intensificação dos esforços para resfriar os reatores da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, atingida pelo tsunami da semana passada. Helicópteros do Exército jogaram milhares de litros de água para tentar prevenir o derretimento de bastões de combustível nuclear. Canhões de água deverão ser incluídos hoje na operação. […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 10h25

None

O governo do Japão anunciou hoje (17) a intensificação dos esforços para resfriar os reatores da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, atingida pelo tsunami da semana passada. Helicópteros do Exército jogaram milhares de litros de água para tentar prevenir o derretimento de bastões de combustível nuclear.

Canhões de água deverão ser incluídos hoje na operação. Ontem (16) à noite, autoridades norte-americanas afirmaram que os danos na Usina de Fukushima parecem ser mais sérios do que o divulgado pelo Japão.

O tsunami que danificou a usina foi gerado após um terremoto de 9 graus na escala Richter, que atingiu o Nordeste do Japão no último dia 11. Os helicópteros militares CH-47 Chinook começaram a jogar toneladas de água nos reatores 3 e 4 de Fukushima, localizada a cerca de 220 quilômetros de Tóquio, às 9h48 (21h48 de quarta-feira em Brasília), segundo as autoridades locais.

As aeronaves descarregaram quatro cargas de água antes de deixar o local, para tentar reduzir ao máximo a exposição das tripulações à radiação. Ontem os helicópteros haviam sido forçados a abortar uma operação semelhante por conta das preocupações com os altos níveis de radiação. Porém, com os fortes ventos na região fica difícil saber se ela atingiu o local desejado.

O porta-voz do governo japonês, Yukio Edano, afirmou, em entrevista coletiva, que especialistas em energia nuclear estão agora investigando o resultado da operação. Paralelamente, os caminhões-tanque estão a postos para jogar mais água nos reatores a qualquer momento.

A operação tinha como objetivo resfriar os reatores e repor a água da piscina de resfriamento para bastões de combustível nuclear usados. As autoridades japonesas esperam restabelecer nesta quinta-feira o suprimento de energia elétrica para a usina, necessária para o sistema de resfriamento e para os geradores de emergência.

Jornal Midiamax