Geral

No grupo de acesso, agremiações trabalham de olho na elite do samba

Assim como as escolas de samba do grupo especial estão se desdobrando para manter o prazo de entrega de fantasias, alegorias e tentam driblar a chuva para a confecção dos carros alegóricos, as agremiações do grupo de acesso também passam pela mesma situação. Umas mais organizadas e precavidas e outras com problemas maiores ainda, como […]

Arquivo Publicado em 03/03/2011, às 18h08

None

Assim como as escolas de samba do grupo especial estão se desdobrando para manter o prazo de entrega de fantasias, alegorias e tentam driblar a chuva para a confecção dos carros alegóricos, as agremiações do grupo de acesso também passam pela mesma situação. Umas mais organizadas e precavidas e outras com problemas maiores ainda, como é o caso da Unidos da Major Gama, que de última hora perdeu o carnavalesco Clemilson Medina, devido a um desentendimento com a presidência da escola.

“Houve um desentendimento entre o carnavalesco e o presidente, o Almeida Lara. Com a chuva, algumas fantasias molharam e agora, a Major Gama está contando com o apoio da comunidade para dar continuidade ao trabalho. Também estamos contando com a ajuda de dois outros carnavalescos, o Joãozinho da A Pesada e do Claudinho. A Major Gama vai para a avenida com muita garra, para mostrar que é capaz de superar os obstáculos e que foi a mão da comunidade que deu essa força”, afirmou ao Diário a supervisora da agremiação, Walthenia Agda Costa.

Ainda de acordo com a supervisora, a escola teve que providenciar um local para armazenar as fantasias já concluídas e evitar mais prejuízos. “Mais um gasto surgiu com a chuva, pois a escola teve que alugar um local para armazenar tudo o que foi recuperado das fantasias que ,molharam e as alegorias que já estavam prontas. Já a confecção dos carros alegóricos será difícil. O tempo que estamos trabalhando nos carros é o período em que a chuva dá uma trégua. Fora isso, não temos mais lugar para trabalhar nos carros, temos apenas um barracão”, lamentou.

Em situação totalmente oposta está a escola de samba Caprichosos de Corumbá, que conta com um amplo barracão para a confecção das alegorias, que já começam a ser entregues nesta sexta-feira, 04 de março, como informou ao Diário o carnavalesco, Kiro Panovitch. “Neste carnaval, a Caprichosos se preparou com antecedência. O presidente conseguiu um barracão amplo, o que possibilitou um excelente trabalho. A chuva não nos pegou de surpresa. Trabalhamos com tranquilidade nesses dias porque o nosso barracão é amplo. Também não tivemos problemas com os carros alegóricos. Há muito espaço e o trabalho está sendo concluído no tempo certo e sem nenhum imprevisto”, informou.

A escola de samba Marquês de Sapucaí também está com o trabalho “em dia”. A presidente Odeti Brinckler, fez questão de mostrar o trabalho no barracão à reportagem. ” Alugamos um barracão onde armazenamos todas as fantasias. Estamos muito organizados e com o serviço em ordem. As últimas fantasias estão recebendo os adereços e nosso único problema é a chuva, que pode atrapalhar um pouco a montagem dos carros alegóricos, mas para isso, providenciamos muitas lonas. O jeito vai ser confeccionar e cobrir para não estragar”, explicou.

Problema na preparação dos carros alegóricos também está enfrentando a escola de samba Acadêmicos do Pantanal, como informou a carnavalesca Jackelyny Pazzolyny. “A Acadêmicos do Pantanal sofreu muito no carnaval de 2010, pois a chuva destruiu muitas fantasias da escola. Neste ano, nos planejamos para não passar pela mesma situação. Podemos afirmar que 90% das fantasias estão prontas e somente os carros que estamos trabalhando ao ritmo dos intervalos de chuva. Arrumamos um pouco e cobrimos com a lona. É o que estamos fazendo, além de contar com a sorte para que no dia do desfile não chova, pois com certeza se isso ocorrer, irá tirar o brilho de todas as escolas”, frisou.

O desfile do grupo de acesso será no domingo, 06 de março, às 20h30, na avenida General Rondon. A primeira a desfilar é a estreante Imperatriz Corumbaense (que não concorre ao título neste ano), seguida da Marquês de Sapucaí, Unidos da Major Gama, Acadêmicos do Pantanal e Caprichosos de Corumbá. A campeã garante vaga no grupo especial em 2012.

Jornal Midiamax