Geral

‘Ninguém resiste’, diz Sarney sobre Congresso vazio para o carnaval

Com a proximidade do carnaval, o Congresso tende a ficar cada vez mais vazio a partir desta quarta-feira (2) e o próprio presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), admite que as sessões na Casa devem ficar vazias no período pré e pós folia. “O carnaval no Brasil é uma tradição. Nunca ninguém resiste a esse […]

Arquivo Publicado em 02/03/2011, às 13h19

None

Com a proximidade do carnaval, o Congresso tende a ficar cada vez mais vazio a partir desta quarta-feira (2) e o próprio presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), admite que as sessões na Casa devem ficar vazias no período pré e pós folia. “O carnaval no Brasil é uma tradição. Nunca ninguém resiste a esse desejo de participar do carnaval”, disse Sarney ao chegar ao Senado.

Embora parlamentares já comecem a deixar Brasília, a pauta do Senado para esta quarta prevê a votação de dois projetos, mas não há certeza se haverá quórum no plenário e as matérias não são consideradas importantes pelo governo, que já votou nesta terça-feira (1) as propostas prioritárias.

Apesar de reconhecer o hábito dos colegas em deixar o trabalho para pular o carnaval, Sarney garantiu que a Casa irá funcionar, mas sem votar matérias: “Nós vamos funcionar normalmente nos dias que devemos funcionar. Quinta e sexta-feira, depois do carnaval, o Senado deve funcionar. As sessões não serão deliberativas, mas deve funcionar.”

Reforma política

O presidente do Senado também comentou o fato de a Comissão Especial da Reforma Política da Câmara dos Deputados ter em sua composição parlamentares considerados “fichas sujas”.

“A escolha dos nomes da comissão da Câmara dos Deputados são de responsabilidade do presidente Marco Maia (PT-RS). Acredito que ele tenha feito [a escolha dos nomes] com o espírito de fazer uma comissão que fosse melhor”, disse Sarney.

Jornal Midiamax