Geral

Negociação com Love esfria e Fla busca alternativas

A grande empolgação pela contratação de Vagner Love no início de abril deu lugar a um pessimismo que ocupa os corredores da Gávea. Pessoas ligadas à negociação não acreditam em desfecho favorável por dois motivos: o primeiro pelo fato de a proposta do clube ser considerada bem baixa pelo CSKA. O segundo pelo fato de […]

Arquivo Publicado em 14/05/2011, às 12h26

None

A grande empolgação pela contratação de Vagner Love no início de abril deu lugar a um pessimismo que ocupa os corredores da Gávea. Pessoas ligadas à negociação não acreditam em desfecho favorável por dois motivos: o primeiro pelo fato de a proposta do clube ser considerada bem baixa pelo CSKA. O segundo pelo fato de que poucos levam fé que essa proposta possa aumentar durante a negociação, que promete ser retomada a partir de julho.

No papel timbrado enviado por fax à Rússia dois dias após a viagem de Vagner Love para o país, o Flamengo ofereceu cinco milhões de euros (cerca de R$ 11,5 milhões) por 70% dos direitos do atacante, que tem contrato até 2014. À vista, o clube daria cerca de 1,5 milhão de euros (R$ 3,4 milhões) e, seis meses depois, mais uma parcela igual. O parcelamento seguiria por seis meses.

À primeira vista, a oferta foi considerada muito baixa pelo clube russo, que, no entanto, promete conversar com o Flamengo a pedido de Vagner Love. Mas atualmente a tendência é de que o Artilheiro do Amor não volte para a Gávea em 2011. Com isso, o clube busca alternativas.

O plano B da diretoria para Love seria Grafite, que pode deixar o Wolfsburg, da Alemanha, em caso de rebaixamento. Borges, do Grêmio, também foi ventilado, assim como Fernandão. Mas sem confirmações.

Jornal Midiamax