Nilza Cabreira Ribeiro, de 40 anos, foi assaltada ontem (10) por volta das 10h20, após sacar dinheiro em uma agência bancária no Centro de Dourados.

Ela disse à polícia que após sair do banco, seguia a pé pela Rua Joaquim Teixeira Alves, próximo a Praça Antônio João, quando dois desconhecidos se aproximaram.

Um deles deu um empurrão em Nilza e tomou a bolsa dela. Os dois fugiram em seguida. Os assaltantes levaram a bolsa da vítima com celular, documentos pessoais, e R$ 659,00.

Como funciona o golpe

Nilza é mais uma vítima do golpe conhecido como “saidinha de banco”, que funciona da seguinte forma: pessoas conhecidas como “olheiros”, passam um bom tempo rondando alguns estabelecimentos comerciais como Bancos, e Casas lotéricas, observando as operações finan ceiras realizadas pelos clientes. Na maioria das vezes há um comparsa, que geralmente fica do lado de fora do banco esperando a saída da vítima escolhida, que geralmente é seguida e assaltada quando já está a uma certa distância da agência onde sacou dinheiro.

Dicas para evitar ser mais uma vítima

1- É sempre melhor dar preferência a realizar transações eletrônicas, via telefone ou internet. Isso evita a necessidade de realizar saques em grandes quantias em espécie;

2- Se realmente houver a necessidade de fazer um saque de um valor muito alto, em espécie, não conte o dinheiro em locais públicos ou muito visíveis. A pessoa pode evitar isso verificando se o banco possui salas reservadas para retirada de dinheiro de forma discreta e sigilosa.

3- Se puder, não vá ao Banco sozinho e também não converse com estranhos.

4- Se perceber que está sendo observado por alguém dentro da agência, fale com algum funcionário do banco ou com os seguranças;

5- Mude sempre o caminho e os horários para ir ao banco e desconfie das pessoas que passam muito tempo no banco sem buscar atendimento ou fazer alguma operação.

6- Caso perceba que está seguido por alguém, entre em alguma loja movimentada e ligue para a Polícia (190).

7- No caso de ser assaltado, NUNCA reaja. Seu dinheiro, por mais suado que seja, não é mais importante que sua vida e pode ser adquirido novamente com trabalho e esforço.