Geral

Movimento “1% para Cultura” ganha força em Campo Grande

Cerca de 150 pessoas, entre artistas e produtores culturais, estiveram presente na noite de segunda-feira (17) na sede da Escola de Samba Igrejinha para mais uma reunião do movimento “1% para Cultura”. Foram discutidas estratégias de mobilização para os próximos meses para que o Plano de Cultura de Campo Grande (MS) seja cumprido. O Plano […]

Arquivo Publicado em 18/10/2011, às 15h20

None

Cerca de 150 pessoas, entre artistas e produtores culturais, estiveram presente na noite de segunda-feira (17) na sede da Escola de Samba Igrejinha para mais uma reunião do movimento “1% para Cultura”. Foram discutidas estratégias de mobilização para os próximos meses para que o Plano de Cultura de Campo Grande (MS) seja cumprido.


O Plano Municipal de Cultura (PMC) foi instituído pelo Prefeito Nelson Trad Filho, por intermédio da Lei 4.787, de 29 de novembro de 2009,  e destina 1% do orçamento municipal para a Cultura.


O vereador e um dos principais fomentadores do movimento, Athayde Nery (PPS), afirma que esse é um grande momento, pois representa parte do aperfeiçoamento do processo cultural e político. “A partir dessa autonomia que o movimento tomou, vai se estabelecer o que os vereadores e o prefeito vão fazer em relação a isso. É o verdadeiro apoderamento, é a sociedade tomando conta desta questão”, completou.


1% em atividades


Da verba total definida no planejamento orçamentário para área cultural O movimento exige que o valor de R$ 17.921.000,00 (dezessete milhões novecentos e vinte e um mil reais), aplicado em obras, seja destinado para o fomento, o acesso, a produção e a distribuição na área da Cultura, por meio de editais.


De acordo com a carta de mobilização do 1%, os recursos para projetos oriundos da sociedade civil em Campo Grande advém de duas fontes de financiamento, do Fundo Municipal de Cultura (FMIC) e do Programa Municipal de Fomento ao Teatro (FomTeatro), que destinam os valores de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais) e R$ 136.000,00 (centro e trinta e seis mil reais).


O orçamento de Campo Grande para 2012, conforme proposta encaminhada à Câmara Municipal, é de R$ 2.424.000.000,00 (dois bilhões e quatrocentos e vinte e quatro milhões de reais). 1% desse valor significa R$ 24.000.000,00 (vinte e quatro milhões de reais), que é o percentual definido no Plano Municipal de Cultura. Veja a distribuição dos recursos para a Cultura em 2012 e entenda o problema, conforme peça orçamentária.


Obras


R$ 17.921.000,00 (Dezessete milhões novecentos e vinte e um mil reais)


Fundação Municipal de Cultura (FUNDAC)


R$ 12.006.000,00 (doze milhões e seis mil reais) dos quais R$ 5.248.000,00 (Cinco milhões duzentos e quarenta e oito mil reais) são para pessoal e encargos sociais, R$ 5.080.000,00 (cinco milhões e oitenta mil reais) são para despesas correntes (aluguéis, estrutura, cafezinho etc) e R$ 178.000,00 para o Programa de Fomento ao Teatro (FomTeatro)


Fundo Municipal de Investimentos Culturais – FMIC


R$ 251.000,00 ( Duzentos e cinquenta e um mil reais)


Audiência Pública


Às 14h do dia 10 de novembro será realizada uma audiência pública do “1%” na Câmara Municipal de Campo Grande (MS). A audiência acontece no Plenário Oliva Enciso e será  aberta para toda sociedade.


Jornal Midiamax