Geral

Morte de estudante da FGV teria sido causada por ciúmes

Reviravolta no caso dos dois alunos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que foram baleados na última quarta-feira (23) em um bar próximo à faculdade, na Avenida Nove de Julho, no Centro de São Paulo. O estudante Júlio César Grimm Bakri, de 22 anos, morreu no ataque, e Christopher Akio Cha Tominaga, de 23 anos, acabou […]

Arquivo Publicado em 28/02/2011, às 11h43

None

Reviravolta no caso dos dois alunos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que foram baleados na última quarta-feira (23) em um bar próximo à faculdade, na Avenida Nove de Julho, no Centro de São Paulo. O estudante Júlio César Grimm Bakri, de 22 anos, morreu no ataque, e Christopher Akio Cha Tominaga, de 23 anos, acabou ferido e continua internado no Hospital das Clínicas. O crime teria sido motivado por ciúmes e vingança, segundo investigações da polícia.

Policiais do 4º Distrito Policial, na Consolação, informaram nesta segunda-feira (28) que o homem que havia sido detido na semana passada por suspeita de envolvimento no crime foi liberado no domingo (27) da carceragem do 77º DP, em Santa Cecília, por falta de provas. A Secretaria da Segurança Pública confirmou que o homem acabou solto.

A soltura ocorreu momentos após a prisão de outro suspeito. Segundo funcionários do distrito, ele confessou ter participado do atentado aos dois alunos, inocentando o primeiro suspeito. Não há informações de onde ele está preso. Com a prisão do segundo suspeito, a Polícia Civil procura agora por um outro homem, que seria comparsa do rapaz preso no domingo. Esse homem seria irmão dele.

Ainda de acordo com os policiais, que só aceitaram falar sob a condição de anonimato, a motivação para o crime teria sido ciúmes e vingança. As vítimas teriam paquerado a namorada do suspeito detido no domingo. Irritado, o namorado da garota teria saído com ela do bar, que fica na Avenida Nove de Julho, e ido a outro estabelecimento comercial. Lá, teria dito ao irmão que queria se vingar.

Os dois foram de motos, segundo os policiais, para o bar onde estavam os alunos de administração da FGV. Imagens da ação criminosa foram gravadas pelo circuito de câmeras de segurança de um prédio. Elas mostram dois homens chegando numa moto. Ambos estão com capacetes, entram no bar e atiram. Foram cerca de 15 disparos. Depois, a dupla foge. Há correria no local.

Jornal Midiamax