Geral

Ministro diz que vai ‘quebrar a cara’ quem quer derrubar Ana de Hollanda

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira (11) que a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, vai permanecer no cargo. Segundo ele, “vai quebrar a cara” quem quiser desestabilizar a ministra e tentar derrubá-la do cargo. ” Vão quebrar a cara aqueles que querem fazer uma instabilidade naquele ministério ou que […]

Arquivo Publicado em 11/05/2011, às 20h48

None

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira (11) que a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, vai permanecer no cargo. Segundo ele, “vai quebrar a cara” quem quiser desestabilizar a ministra e tentar derrubá-la do cargo.


” Vão quebrar a cara aqueles que querem fazer uma instabilidade naquele ministério ou que querem fazer a mudança da ministra. Quem muda ministro é a presidente da República e ela está plenamente confiante no trabalho da ministra”, afirmou Carvalho.


Em nome da presidente Dilma Rousseff, Carvalho se reuniu com Ana de Hollanda para “tranquilizar” a ministra e dizer que ela ficará no cargo.


Ana de Hollanda enfrenta dificuldades no cargo. Recentemente, ela foi acusada de fazer uso de diárias no Rio de Janeiro sem cumprir agenda oficial. Depois de consultar a Controladoria-Geral da União (CGU), ela se comprometeu a devolver os valores referentes aos fins de semana passados na capital fluminense.


Em nota divulgada na segunda-feira (9), o Ministério da Cultura negou “impropriedade na conduta da ministra”. O texto dizia que, em alguns casos, o valor da diária para hospedagem era menor do que o necessário para pagar as passagens de ida e volta.


Sobre o uso inapropriado de diárias, Carvalho afirmou que se trata uma “falha administrativa” que já foi corrigida. “Foi uma falha administrativa que de fato ocorreu. Houve uma falha que foi corrigida. Esse episódio não enfraquece a ministra.”


Gilberto Carvalho afirmou que o governo jamais pensou em “fritar” e substituir Ana de Hollanda no Ministério da Cultura. “Começou-se a divulgar histórias de que a ministra estava para cair ou estava insegura. O que eu disse para a ministra é que em nenhum momento pensaram ou pensam em enfraquecê-la, em fritá-la ou removê-la. Pelo contrário. Há uma confiança total da presidenta no trabalho, no projeto que a ministra Ana está desenvolvendo junto ao ministério”, disse.


Segundo Carvalho, Dilma quer unidade no Ministério da Cultura em torno de Ana de Hollanda. A reunião com a ministra teve como obejtivo fortalecê-la. “O que eu disse para a ministra Ana e para toda a equipe é que ela tenha toda a segurança para seguir em frente no seu trabalho, e que o governo está aberto para a discussão de todos os projetos, sobretudo, a lei de direito autoral”, afirmou.

Jornal Midiamax