Geral

Mel Gibson formaliza divórcio milionário

O ator Mel Gibson já está formalmente divorciado de Robyn Moore, sua esposa durante 31 anos, mãe de sete de seus filhos e que receberá a metade do patrimônio acumulado por ele, avaliado em cerca de US$ 1 bilhão [R$ 1,85 bilhão], informou a imprensa americana neste sábado (24). O divórcio foi formalizado na sexta-feira (23) […]

Arquivo Publicado em 26/12/2011, às 16h13

None

O ator Mel Gibson já está formalmente divorciado de Robyn Moore, sua esposa durante 31 anos, mãe de sete de seus filhos e que receberá a metade do patrimônio acumulado por ele, avaliado em cerca de US$ 1 bilhão [R$ 1,85 bilhão], informou a imprensa americana neste sábado (24).

O divórcio foi formalizado na sexta-feira (23) em uma corte de Los Angeles, embora o casal já estivesse separado desde 2006. Mel Gibson, de 55 anos, e Robyn se casaram em 1980, antes que ele alcançasse popularidade e fortuna.

Por não existir um acordo pré-matrimonial, o rompimento representa a divisão em partes iguais do patrimônio acumulado pelo ator, conforme previsto pela lei da Califórnia.

A fortuna do artista, diretor e produtor de filmes como A Paixão de Cristo (2004) e Apocalypto (2006), se aproxima de US$ 1 bilhão, equivalente às receitas obtidas com seu trabalho e às propriedades que possui. Por isso, o divórcio é considerado o mais caro na história de Hollywood, segundo a revista People.

O casal se separou após Gibson ter sido detido em 2006 por dirigir embriagado. Na época, sua então esposa alegou “diferenças irreconciliáveis” como motivo para a decisão de se separar.

Após se separar, o vencedor de um Oscar por Coração Valente, que nasceu nos Estados Unidos, mas se mudou para a Austrália aos 12 anos, teve uma relação com a russa Oksana Grigorieva, mãe de Lucía, sua filha mais nova.

Oksana denunciou uma suposta agressão de Gibson em janeiro de 2010. O ator admitiu ter dado um tapa na pianista e compositora para evitar que ela machucasse a filha durante uma discussão.

Após meses de litígio nos tribunais, em agosto passado, ambos chegaram a um acordo para ter a custódia compartilhada da menina e que Oksana receberá US$ 750 mil [quase  R$ 1,4 milhão] durante os próximos cinco anos.

Em 2010, em meio aos problemas entre Gibson e a pianista, Robyn saiu em defesa do ator e garantiu que não sofreu nenhum tipo de agressão enquanto viveu com ele.

Jornal Midiamax