Geral

Maioria dos campo-grandenses que viajam prefere passar o final do ano no Nordeste

Os operadores de turismo confirmam mais uma vez que o litoral nordeste brasileiro é o destino preferido dos campo-grandenses nestas férias de verão.

Arquivo Publicado em 28/12/2011, às 11h52

None

Os operadores de turismo confirmam mais uma vez que o litoral nordeste brasileiro é o destino preferido dos campo-grandenses nestas férias de verão.

Os operadores de turismo confirmam mais uma vez que o litoral nordeste brasileiro é o destino preferido dos campo-grandenses. O Jornal Midiamax conversou com as principais agências de viagens de Campo Grande, e por unanimidade, se destacam as cidades de Natal, Porto Seguro, Fortaleza, Salvador, Recife, Porto das Galinhas, todas litorâneas.


A maioria dos pacotes são programados meses antes, onde são reservados normalmente passagens para toda família.  Para estes destinos, são bem mais procuradas pacotes de avião, do que locações de carros ou vans.


No final de novembro até janeiro, é a época do ano mais procurada pelos campo-grandenses, a consultora de viagens da agência Moa Trip, explica o motivo. “Nesta época a maioria das pessoas estão de férias, ou recesso, além da estação do ano ser verão e as festividades que acontecem neste período também chamam muito a atenção”.


Uma novidade no destino de viagens dos campo-grandenses é o crescimento no número de excursões internacionais. “Com a queda do dólar, as viagens para o Caribe se tornaram um bom atrativo, pelo preço baixo e pelo anseio das pessoas em fazer viagens internacionais”.


Mesmo com a estabilização do dólar, a consultora de viagens comenta que o Caribe continuou sendo procurado pelos campo-grandenses. “As pessoas achavam que era caríssimo, mas não. Dependendo do pacote, uma viagem para o Caribe sai em média R$ 8 mil por pessoa, enquanto que para o Nordeste sairia o entorno de R$ 12 mil”.


A consultora destaca que no Estado há cidades turísticas com infraestrutura de resort, no caso, hotéis cinco estrelas a pousadas rústicas e rurais. Mas nesta época não tem tanta pedida como as cidades litorâneas do país. E compara que alguns pacotes nos melhores resorts de Bonito saem mais caro do que visitar Paris.

Jornal Midiamax